Explosões deixam 12 mortos e 40 ferinos em Cabul

Ataques tinham como alvo o principal candidato à presidência do país, Abdullah Abdullah

iG Minas Gerais | Da redação |

O número de mortos em duas explosões que tinham como alvo o principal candidato presidencial do Afeganistão Abdullah Abdullah dobrou. Ao menos 12 pessoas morreram nos ataques e outras 40 ficaram feridas, confirmaram autoridades neste sábado, 7. Abdullah sobreviveu à tentativa de assassinato, que ocorreu nesta sexta-feira, 6, quando as explosões, incluindo um atentado suicida, foram direcionadas a sua equipe de campanha, em Cabul. Um segundo turno muito disputado está marcado para a próxima semana. Esse foi o segundo ataque contra Abdullah durante o turbulento processo eleitoral do Afeganistão, que vai escolher o sucessor do presidente Hamid Karzai, governante do país desde 2001. O Conselho de Segurança da ONU condenou fortemente o ataque, fazendo um apelo por uma transição democrática ordenada no Afeganistão. Os Estados Unidos também criticaram as explosões, dizendo que "o povo afegão merece a democracia, que eles vão se exercitar na próxima semana, sem violência". Até o momento, ninguém assumiu a responsabilidade pelo atentado, mas militantes do Taleban haviam prometido atrapalhar a realização do pleito. 

Agência Estado

Leia tudo sobre: Afeganistãomortesataquesexplosões