Moradores do bairro Açude protestam por causa de campo de futebol

Era a opção de lazer do bairro Açude e, da noite para o dia, eles foram surpreendidos por uma rotatória construída no meio do campo; cerca de 200 pessoas participaram da manifestação

iG Minas Gerais | JULIANA BAETA |

Moradores querem campo de volta e se reúnem com a prefeitura na próxima segunda
MOISÉS SILVA/ O TEMPO BETIM
Moradores querem campo de volta e se reúnem com a prefeitura na próxima segunda

Na manhã deste sábado (7) moradores do bairro Açude, em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, e simpatizantes do time Guarani, fecharam a avenida Amazonas por cerca de quatro horas na altura do bairro. O motivo é que um campo de futebol usado para o lazer da comunidade foi desfeito para ganhar uma rotatória, sem aviso prévio.

Segundo o comerciante Elisson Silva, 27, o campo existe no local há cerca de 60 anos e, após o terreno ser doado à população, os próprios moradores do bairro Açude passaram a construí-lo. O lazer da comunidade tinha o campo como principal ponto de encontro e era onde os vizinhos se reuniam para ver os jogos do tradicional time local. “Aí de repente eles construíram essa rotatória no meio do campo, foi muito rápido. Quando a gente viu, estava lá”, disse o comerciante.

Cerca de 200 pessoas se reuniram no local impedindo a passagem na avenida queimando galhos. Após conseguirem marcar uma reunião com a prefeitura para a próxima segunda-feira (9), eles liberaram a via. Não houve retenções no trânsito por causa do protesto.

A Polícia Militar acompanhou o protesto, que foi pacífico, e o Corpo de Bombeiros também esteve no local, por causa dos galhos em chamas. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave