Novos números não empolgam

iG Minas Gerais | Helenice Laguardia |

Para o vice-presidente, Dilma “está ainda numa boa posição”
Wilson Dias/ABr - 4.7.2013
Para o vice-presidente, Dilma “está ainda numa boa posição”

Pesquisa Datafolha publicada ontem mostra que, no cenário mais provável para as eleições de outubro, a presidente Dilma Rousseff (PT) caiu de 37% das intenções de voto em maio para 34% neste início de junho. Desde fevereiro, a presidente registra queda de dez pontos percentuais.  

No mesmo período, no entanto, o pré-candidato do PSDB à Presidência, senador Aécio Neves, também apresentou queda, de 20% para 19%. O pré-candidato do PSB, Eduardo Campos, oscilou de 11% para 7%. Brancos e nulos somam 17% (ante 16% em maio), e indecisos, 13% (contra 8% no mês anterior).

O vice-presidente da República, Michel Temer, minimizou a queda nas intenções de voto de Dilma. “Ela está ainda com um índice muito elevado e é um índice que ainda permite quase ganhar no primeiro turno. Portanto, diria que ela está em uma boa posição”, afirmou. Em nota, o PT afirmou que o resultado mostra que Dilma “estabilizou vantagem” sobre os principais adversários.

Sem conseguir reduzir a distância para a petista, Aécio minimizou a importância do levantamento de intenção de voto. “Essa pesquisa traz dados que, para mim, são mais relevantes. O primeiro deles consolida esse sentimento que outras pesquisas já mostraram, de que mais de 70% da população brasileira quer mudanças”, avaliou.

Já para Maurício Rands, coordenador do plano de governo de Eduardo Campos, a sucessão presidencial não está no centro do interesse do eleitorado neste momento. “Isso tudo é muito preliminar. A população não está sintonizada com a eleição”, afirmou.

A avaliação é a mesma do pré-candidato do PT ao governo de Minas, Fernando Pimentel. “Vamos aguardar passar a Copa”, disse.

Já seu adversário na disputa, Pimenta da Veiga (PSDB) demonstrou mais otimismo. “(O segundo turno) é um fato importante aritmeticamente”. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave