De olho no torcedor-eleitor

Aécio Neves, Dilma Rousseff e Eduardo Campos pretendem “usar” Mundial de futebol como vitrine

iG Minas Gerais | Tâmara Teixeira |

Os pré-candidatos à Presidência da República Aécio Neves (PSDB), Dilma Rousseff (PT) e Eduardo Campos (PSB) não deixarão o maior evento do futebol mundial passar em branco em suas campanhas. Aécio e Campos pretendem fazer aparições em estádios ao lado de aliados, já a presidente Dilma tentará não se expor a vaias e ataques. A petista deve preferir publicações nas redes sociais, ao estilo “torcedora modelo”.  

Dilma irá à abertura do Mundial no estádio Itaquerão, em São Paulo, e ao encerramento, no Maracanã, no Rio, mas não fará discurso em nenhuma das ocasiões. A petista não quer correr o risco de passar pelo constrangimento de receber vaias, como aconteceu durante a Copa das Confederações.

O discurso no estádio será substituído por um pronunciamento oficial da presidente em rede nacional. A mensagem deve ser veiculada um dia antes do início da competição. Dilma vai adotar um tom otimista. O vídeo deve mostrar as obras que o governo federal tem apontado como o “legado da Copa”.

Dilma chegou a cogitar assistir a uma partida da Alemanha, em Salvador, ao lado da chanceler alemã, Angela Merkel. Mas o encontro deve acontecer em um jantar, em Brasília, em 15 de junho.

Aliados próximos à petista dizem que, durante o Mundial, ela adotará uma postura de torcedora “que vibra e sofre” junto com a seleção. A presidente deve intensificar a publicação de fotos e declarações nas redes sociais em clima de festa.

Já o tucano Aécio Neves deve assistir a cinco jogos ao lado de aliados. A estreia do Brasil contra a Croácia, no dia 12, será ao lado da mulher, Letícia, grávida de gêmeos. O casal verá o jogo no hospital em que ela está internada, no Rio.

A segunda partida da seleção Aécio irá acompanhar em Belo Horizonte. O pré-candidato pretende se encontrar com ex-jogadores mineiros, empresários e amigos em um restaurante da capital mineira, que tradicionalmente é frequentado por políticos.

Durante o Mundial, Aécio deverá fazer pelo menos cinco aparições em estádios localizados em terras de aliados. Segundo sua assessoria, ele recebeu diversos convites. As idas a Salvador, do prefeito ACM Neto (DEM), e a Manaus, administrada por Arthur Virgílio (PSDB), estão praticamente acertadas.

Eduardo Campos pretende adotar uma agenda menos agitada. Segundo sua assessoria, a maior parte dos jogos ele irá acompanhar ao lado da família, em Recife. Campos deve assistir a pelo menos um jogo na sua cidade e outro em Fortaleza.

Crítica. Um olho dentro e outro fora do estádio. Aécio e Campos, bem como suas assessorias, estarão atentos não só aos jogos, mas principalmente à eficiência e a possíveis falhas na estrutura e nas obras apontadas pelo governo como legado da Copa.

Justificativa

Aberto. O ex-governador de Pernambuco vai justificar a ausência dos estádios com o discurso de que prefere eventos abertos ao público àqueles limitados pela compra de ingressos.

Campos cola em Marina para tentar “herdar” popularidade São Paulo. O PSB do presidenciável Eduardo Campos aposta cada vez mais na pré-candidata a vice-presidente Marina Silva (Rede) como alavanca da candidatura do ex-governador de Pernambuco à Presidência. Pesquisa Datafolha publicada nesta sexta mostrou que Campos caiu quatro pontos em relação ao último levantamento feito em maio: passou de 11% das intenções de voto para 7%. Integrantes da campanha de Campos sublinham o dado da pesquisa que mostra Marina como puxadora de votos. De acordo com o Datafolha, 18% dos entrevistados votariam num candidato apoiado por ela – 30% disseram que talvez votassem em alguém que recebesse o seu apoio. Mas o percentual de pessoas que dizem que não votariam num candidato apoiado por ela também é alto: 42%. Levantamento interno do PSB, feito em maio, já mostrava o poder de fogo da ex-ministra do governo Lula em três Estados (São Paulo, Rio e Minas), o que animou a campanha.

Institutos Dados. A pesquisa Datafolha foi realizada entre os dias 3 e 5 de junho e ouviu 4.337 pessoas em 207 municípios brasileiros. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos. Ibope. O Ibope vai divulgar uma nova pesquisa de intenção de votos antes da Copa do Mundo. O levantamento com 2002 eleitores começou a ser feito nessa quinta e o resultado deve sair no dia 10.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave