Ambivalência está presente entre elas

iG Minas Gerais | Marisa Meltzer |

Nova York. A ambivalência como a de Shailene Woodley é parte importante da discussão atual. E se junta a ela um coro de famosas que questionam o uso da palavra, incluindo Lady Gaga, que teria dito a uma equipe norueguesa: “Não sou feminista! Adoro os homens! Salve os homens”.  

Em contrapartida, algumas celebridades expressam sua incredulidade em relação às mulheres que se dizem não feministas.

No ano passado, a atriz Ellen Page disse: “Não sei por que as mulheres relutam tanto em se dizer feministas. Sei lá, talvez algumas não estejam nem aí, mas quer prova mais óbvia de que ainda vivemos em um mundo patriarcal do que o fato de ‘feminismo’ ser considerada uma palavra negativa?”. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave