Onde o pôr do sol é um espetáculo

Cair da tarde é atração turística que tem até trilha sonora

iG Minas Gerais | Renata Nunes |

Beleza.Praia de Cabedelo, no litoral norte, é banhada pelo rio Paraíba, onde as pessoas se reúnem para esperar o sol se pôr
Renata Nunes
Beleza.Praia de Cabedelo, no litoral norte, é banhada pelo rio Paraíba, onde as pessoas se reúnem para esperar o sol se pôr

O pôr do sol já é por si só um espetáculo da natureza. Mas, na Paraíba, a 18 km de João Pessoa, num lugar conhecido como praia do Jacaré, o clássico entardecer se transforma em poesia. Às margens da praia fluvial, as pessoas se reúnem simplesmente para contemplar o momento em que o sol se despede do dia. São minutos de paz que ganharam até trilha sonora. Há cerca de 15 anos, o músico conhecido como Jurandir do Sax se apresenta em uma canoa. Por 20 minutos, ele executa o Bolero de Ravel. E, quando o sol se põe, uma Ave Maria é tocada como agradecimento por tanta beleza.

Na Paraíba, o astro dorme mais cedo, às 17h. Portanto, para contemplar a apoteose natural – digna de fama internacional, os turistas devem chegar ao município de Cabedelo, no litoral norte, ainda no meio da tarde. Tudo para disputar espaço e vista privilegiada em um dos bares ao longo da praia do Jacaré, banhada pelo rio Paraíba. O couvert artístico desses espaços varia entre R$ 3 e R$ 7 por pessoa.

Por lá não falta a tradição nordestina. Bandas animadas apresentam o forró pé de serra. Os shows começam por volta das 15h. Às 16h30 são interrompidos para que todos possam contemplar o cair da tarde. A festa recomeça após apresentação de Jurandir.

A cultura da região é vista no artesanato e comidas típicas encontradas nas lojas e barracas que também ficam à margem do rio. Mas as belezas de João Pessoa e região não estão apenas no céu. A cidade e principalmente os pequenos municípios da região metropolitana escondem verdadeiros paraísos naturais, ainda pouco explorados pelos próprios brasileiros.

A temperatura média de 28ºC é um convite ao mergulho no mar de águas claras, calmas e bastante próprias ao banho. Em alguns pontos do litoral sul, como na Barra de Gramame, onde o rio se encontra com o mar, a correnteza transforma a geografia e, como desenhista, ela rabisca as bancadas de areia.

Em Coqueirinho, as falésias colorem os montes e criam pequenos cânions. Sobra beleza e também cordialidade no ponto mais extremo do leste do país. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave