Zaccheroni crê que Japão caminha para um dia conquistar a Copa

Treinador está impressionado com a disciplina, a capacidade de aprendizado e o ritmo de evolução dos orientais

iG Minas Gerais | FOLHA PRESS |

O meia Hotaru Yamaguchi é uma das esperanças nipônicas nesta Copa
Fifa Oficial/reprodução
O meia Hotaru Yamaguchi é uma das esperanças nipônicas nesta Copa

Há quatro anos no comando do Japão, o técnico italiano Alberto Zaccheroni, 61, já acredita que sua seleção um dia será campeã mundial. E que isso não deve demorar muito. O treinador está impressionado com a disciplina, a capacidade de aprendizado e o ritmo de evolução dos orientais.

"Ainda não será agora, mas provavelmente não falta muito [para o Japão ser campeão mundial]. Só precisamos manter esse crescimento em um ritmo constante", disse Zaccheroni, em entrevista por e-mail, à Folha.

Os japoneses, que chegam hoje ao Brasil e vão treinar em Itu, só estrearam em Copas do Mundo em 1998. Desde então, jogaram todas.

Antes quase restritos à liga local, os jogadores estão nos maiores centros. Dos 23 convocados, 12 jogam no exterior. Kagawa e Honda, no Manchester United (ENG) e Milan (ITA). Nagatomo é titular da Inter de Milão (ITA). Uchida está no Schalke 04 (ALE).

"Jogar fora desenvolve a habilidade e dá a chance de ampliação do conhecimento, de um modo geral. O encontro com outras culturas te deixa mais forte, mais completo, mais confiante", afirma. Ante o entusiasmo de Zaccheroni, seu objetivo para o Mundial até que é modesto.

"Só queremos continuar surpreendendo. Isso significa crescer como time. Essa sempre foi a minha missão, desde que fui contratado."

Leia tudo sobre: JAPÃOSELEÇÃO JAPONESA