Tenente da Aeronáutica desaparecida está sendo procurada na Bahia

De acordo com o irmão da militar, ele e a mulher desembarcaram em Porto Seguro nesta sexta-feira para acompanhar as buscas; tenente desapareceu há pouco mais de um mês, em Belo Horizonte

iG Minas Gerais | Carolina Caetano |

Na última semana antes do sumiço, tenente trabalhou normalmente
Reprodução Facebook
Na última semana antes do sumiço, tenente trabalhou normalmente

A família da tenente da Aeronáutica Mirian Tavares, desaparecida desde o dia 3 de maio deste ano, está na Bahia para procurar pistas sobre o paradeiro da militar. De acordo com o irmão de Mirian, Rique Tavares, ele e a mulher desembarcaram em Porto Seguro nesta sexta-feira (6). "Após a reunião com o delegado, resolvemos procurar em lugares que minha irmã gostava de ir passear", conta Tavares.

Até o momento, segundo Tavares, as buscas aconteceram na cidade de Prado, com a ajuda da Polícia Militar (PM) local, porém, não há novas informações sobre o paradeiro da tenente. Neste sábado (7), a família da militar e a polícia devem percorrer as cidades de Porto Seguro, Arraial D'Ajuda, Trancoso e arredores. Segundo o irmão de Mirian, o vice-diretor da Polícia Civil da Bahia está acompanhando o caso. Tavares e a mulher devem ficar na Bahia até quarta-feira (11), quando retornam para Minas Gerais.

Foi feito um cartaz com informações sobre o desaparecimento da tenente, com telefones da Bahia, que deve ser divulgado em sites locais.

Relembre o caso

No dia 3 de maio, Mirian saiu do apartamento deixando para trás roupas, objetos pessoais e celular. A mulher pegou apenas a carteira militar e a carteira de motorista. Ela deixou uma carta no imóvel em que, segundo a irmã Beatriz Rodrigues Tavares, escreveu que estava muito triste, mas não sabia o motivo. “Pensamos que ela pegaria a estrada para espairecer, como estava acostumada a fazer algumas vezes, e voltaria para casa, mas isso não aconteceu”, explicou Beatriz na época.

Além disso, conforme familiares, nos últimos meses, a tenente apresentava um comportamento diferente. Na Páscoa, última vez que a militar esteve em Varginha para visitar os familiares, Beatriz notou que a irmã estava muito calada. Ela foi questionada se teria acontecido alguma coisa, mas disse que estava tudo bem. Mirian é uma pessoa muito reservada, e a família não tinha conhecimento de nenhum envolvimento amoroso da tenente.

Qualquer informação sobre o paradeiro da tenente pode ser comunicada à polícia por meio do 181. Não há necessidade de se identificar.

Leia tudo sobre: tenenteaeronauticadesaparecida