Com lesão na virilha, meia francês é cortado da Copa

Clément Grenier já havia passado pelo mesmo problema no fim da temporada, mas estava treinando normalmente; segundo jornais apontam Cabella como substituto

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

A seleção francesa sofreu mais uma baixa para a Copa do Mundo nesta sexta-feira. Depois de perder o goleiro Steve Mandanda por contusão, o técnico Didier Deschamps precisou cortar o meia Clément Grenier. O jogador passou por exames médicos que acusaram uma lesão muscular na virilha e não terá condições de atuar no Brasil.

Grenier chegou a ter um problema no mesmo local no fim da temporada europeia, atuando pelo Lyon, mas se recuperou e voltou a treinar normalmente com a seleção. Na última quinta-feira, no entanto, precisou deixar o treinamento da França mais cedo por conta de dores na virilha, foi encaminhado a um hospital para fazer exames e viu o sonho de disputar o Mundial ir por água abaixo.

Sem Grenier, Deschamps terá que convocar um novo meio-campista, que, de acordo com a imprensa francesa, já teria sido definido. Os veículos do país revelaram que Rémy Cabella, jogador do Montpellier, se juntará ainda nesta sexta ao grupo que está treinando em Clairefontaine e embarcará ao Brasil na segunda.

Além de Grenier e Mandanda, substituído por Stéphane Ruffier após fraturar uma vértebra do pescoço, a seleção francesa ainda pode perder mais um nome para o Mundial. Trata-se de seu principal astro, o atacante Franck Ribéry, que tem treinado separado e ficou ausente dos amistosos de preparação por conta de um problema nas costas.

Mesmo com tantos problemas e dúvidas, o time francês é o principal favorito do Grupo E do Mundial, ao lado da Suíça, cabeça de chave. A seleção de Didier Deschamps estreia no próximo dia 15, contra Honduras, no Beira-Rio. Cinco dias depois, os adversários serão os suíços, na Arena Fonte Nova. Na última rodada, a equipe terá pela frente o Equador, no Maracanã, dia 25.

Leia tudo sobre: meiacopa do mundofrançaseleção francesles bleugreniercabellatreinolesãovirilha