Neymar ganha aval de Felipão: “tem que partir para cima"

Apesar do risco de lesões, treinador quer ver craque da seleção brasileira atuando de forma incisiva contra a Sérvia, nesta sexta-feira

iG Minas Gerais | JOSIAS PEREIRA |

ESPORTES - TERESOPOLIS RJ - BRASIL - 5.6.2014 - COPA DO MUNDO FIFA 2014 - Treino da selecao brasileira de futebol na Granja Comary em Teresopolis RJ.
Foto: Douglas Magno / O Tempo
douglas magno
ESPORTES - TERESOPOLIS RJ - BRASIL - 5.6.2014 - COPA DO MUNDO FIFA 2014 - Treino da selecao brasileira de futebol na Granja Comary em Teresopolis RJ. Foto: Douglas Magno / O Tempo

Teresópolis (RJ). É inegável que o grande nome da seleção brasileira para a Copa do Mundo deste ano seja Neymar. Sobre os ombros do camisa 10 da seleção brasileira está depositada a esperança de todo o país. No entanto, às vésperas do certame, as preocupações com as lesões também aumentam. Conhecido por seu jogo ousado, Neymar é capaz de provocar a ira do adversário com um drible mais desconcertante. 

Este tipo de situação já passa pela cabeça de Luiz Felipe Scolari. Porém, mesmo sabedor dos riscos, o comandante da seleção brasileira negou que tenha passado alguma orientação especial a seu pupilo. No amistoso desta sexta-feira, contra a Sérvia, a ordem é partir para cima, sem medo.

“Se ele não driblar, ele vai fazer o quê?”, indagou Felipão. “Ele tem que partir para cima, infernizar a vida do adversário. Quem tem que coibir o jogo feio, faltas desnecessários é o árbitro. Eu não vou mudar as características dele”, completou o treinador.

Felipão também foi questionado sobre um possível dia ruim de Neymar na Copa. Estaria a seleção pronta para este momento? Nas palavras do técnico, a qualidade do plantel brasileiro ajudará o camisa 10 a encontrar o bom futebol.

“Aí nós vamos ter que pedir para o Messi não jogar nada um dia, o Cristiano Ronaldo não jogar também. O Neymar faz parte de um grupo. Ele possui qualidades maravilhosas. Mesmo ele não jogando bem, pelo menos se esforçando, para nós é maravilhoso. Faz a diferença como pessoa e integrante de um grupo”, concluiu Felipão.

A seleção brasileira estreia na Copa do Mundo no próximo dia 12 de junho, contra a Croácia, na Arena do Corinthians, em São Paulo. Fechando a primeira fase, a equipe ainda encara o México, no dia 17, em Fortaleza; e Camarões, no dia 23, em Brasília.