Táxis sem parada na Pedro II

Mudanças na avenida incluem permissão de embarque e desembarque apenas nas ruas transversais

iG Minas Gerais | Laura Zschaber |

Sinalização. Faixas de pano ao longo da avenida Pedro II indicam as mudanças no trânsito da região
FERNANDA CARVALHO / O TEMPO
Sinalização. Faixas de pano ao longo da avenida Pedro II indicam as mudanças no trânsito da região

Em uma decisão inédita e que promete ser polêmica, a Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) decidiu proibir a parada de táxis para embarque e desembarque em toda a extensão da avenida Pedro II, na região Noroeste da capital. A medida faz parte de uma série de mudanças, anunciadas nessa quinta e que passam a valer a partir deste sábado, para a instalação de faixas exclusivas para ônibus nas duas pistas do corredor.  

A partir deste sábado, os taxistas não poderão parar na avenida para pegar ou deixar passageiros de segunda a sexta-feira, das 6h às 20h, e aos sábados, das 6h às 15h. Nesses horários, tanto o embarque quanto o desembarque só poderão ser feitos nas ruas transversais. No domingo, a proibição fica suspensa.

Os motoristas comuns também ficam proibidos de estacionar na Pedro II nesses mesmos horários. Para isso, cerca de 520 vagas de estacionamento rotativo vão ser implementadas nas ruas transversais.

O presidente do sindicato dos taxistas, Ricardo Luiz Faedda, considerou a medida unilateral e pretende procurar a Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans). “Prestamos um serviço de utilidade pública e entendemos que a categoria tem direito de usar a via para embarque e desembarque de usuários. A mudança trata iguais de forma desigual”, disse.

Prejuízos. Desde anteontem, a BHTrans já alterou a circulação em diversos corredores próximos à avenida. Os motoristas também não podem virar à direita em algumas ruas e nem estacionar nos espaços em frente às lojas, o que gerou transtornos principalmente para comerciantes, que temem a queda das vendas.

O presidente da Associação dos Proprietários e Comerciantes da Regional Noroeste de Belo Horizonte, Lucas Júnior, conta que tem recebido muitas ligações de comerciantes de várias regionais por causa dos prejuízos que as mudanças vão trazer. “Como o consumidor não vai poder parar em frente às lojas nem virar a rua à direita, porque mudaram o sentido, vai ter que parar depois de seis quarteirões. Muitos lojistas estão querendo fechar os estabelecimentos, o que vai gerar muito desemprego”, afirma.

Júnior disse pediu uma reunião com o vice-prefeito Délio Malheiros (PV) para discutir reflexos das mudanças na regional Noroeste.

Mudanças. Desde abril deste ano, a BHTrans realizou cerca de 40 alterações de circulação na região. As últimas serão feitas nesta sexta.

Ao todo, 31 quarteirões do entorno da avenida Pedro II vão passar a funcionar com estacionamento rotativo a partir da próxima segunda-feira. O tempo máximo de permanência vai ser de duas horas, de segunda à sexta-feira, das 8h às 18h, e aos sábados, das 8h às 13h, exceto aos feriados. Um dos estacionamentos rotativos ficará na avenida Presidente Carlos Luz, entre a avenida Pedro II e rua Magnólia.

Move terá mudanças neste sábado

Linha 5550. Passa a operar neste sábado a linha troncal do Move 5550 (Estação Pampulha/Estação Ponto São José), que vai ligar as avenidas Antônio Carlos e Pedro II. A linha não passará pelo centro, e vai permitir novos acessos aos bairros que alimentam a Estação Pampulha e à região da avenida Antônio Carlos.

Linha 8101. A atual linha Diametral 8101 (Santa Cruz/Alto Santa Lúcia) passa a circular na pista exclusiva da avenida Antônio Carlos, com paradas nas estações de transferência ao longo do trajeto, fazendo integração com outras linhas do Move.

Ônibus

Abrigos. A BHTrans informou que vão ser implantados 23 novos pontos de ônibus ao longo da avenida Pedro II. Os locais vão receber novos abrigos, maiores e mais confortáveis que os existentes atualmente.

Primeira linha turística de BH começa na terça A primeira linha turística da capital passa a funcionar na próxima terça-feira. Com capacidade para 43 passageiros, os ônibus terão bancos estofados, ar-condicionado, internet, televisão, janelas maiores, maleiro para pequenas bagagens e adaptações para cadeirantes e pessoas com mobilidade reduzida. O preço da tarifa será R$ $4,35. A linha ST01 terá partidas das 7h às 18h20, com intervalo de 40 minutos nos dias úteis, e das 8h às 19h10, com intervalo de 50 minutos, aos sábados, domingos e feriados. O itinerário inclui a praça da Estação, o Parque Municipal, praça da Liberdade, o Museu Histórico Abílio Barreto e o Mercado Central. Aos sábados, domingos e feriados, o ônibus passará ainda pelo parque das Mangabeiras e pelo parque da Serra do Curral.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave