Expansão da Gameleira custará R$ 400 milhões

Espaço para exposição agropecuária será revitalizado por uma PPP

iG Minas Gerais | THAIS PIMENTEL |

Nova roupagem, Parque de Exposições Bolivar de Andrade, mais conhecido como Parque da Gameleira, será reformulado por PPP
GUSTAVO BAXTER
Nova roupagem, Parque de Exposições Bolivar de Andrade, mais conhecido como Parque da Gameleira, será reformulado por PPP

O Parque de Exposições Bolivar de Andrade, no Bairro Gameleira, na região Oeste de Belo Horizonte, vai passar por uma reformulação em breve, com investimentos de R$ 400 milhões. O anúncio foi feito pelo governador Alberto Pinto Coelho durante a abertura da 54ª Exposição Estadual Agropecuária. “Os editais serão lançados em poucos dias. Três ou quatro grandes grupos já se interessaram em participar. O projeto foi uma construção coletiva, feita em conjunto com as principais entidades agropecuárias do Estado”, explicou.

A obra, que faz parte do projeto Expominas, será feita através de Parceria Público Privadas (PPP). Ele está sendo analisado pela Advocacia Geral do Estado (AGE). Inicialmente, os planos eram usar a área para um complexo multiuso, inclusive com a possibilidade de construção de um hotel, mas o projeto foi alterado em 2012. Em 2013, foi aprovado por lei municipal com a revitalização do parque de exposição agropecuária entre as prioridades. As outras estruturas, como área multiuso e tipos de empreendimentos, serão definidos após a confirmação do parceiro privado. Inaugurado em 1941, o Parque de Exposições tem 98 mil m2, de acordo com a Prefeitura de Belo Horizonte. Ele está sob administração do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA). Em 1990, o conjunto arquitetônico foi tombado pela Lei Orgânica do Município. O local é utilizado apenas para eventos ligados ao meio rural, mas há a expectativa de que o novo empreendimento também seja utilizado para outros fins. “Vai depender da criatividade da iniciativa privada, mas há possibilidade até da construção de um shopping center no local”, adiantou o governador. Segundo ele, a intervenção já foi aprovada pelo município. A ideia é que o projeto tenha capacidade para 4.500 pessoas. Agronegócio. A 54ª Exposição Estadual Agropecuária é dedicada aos criadores de equinos, caprinos e bovinos, responsáveis pelo crescimento de 11,1% do setor em 2013, em relação ao ano anterior. “O mercado está muito bom. A arroba do boi está na faixa de US$ 60. O preço do leite também é animador”, comemora o pecuarista Paulo Emílio Carneiro, que participa do evento. “A expectativa é de novo crescimento para o setor, mais uma vez puxado pela pecuária porque a agricultura sofreu muito com a estiagem. Teremos até uma linha de crédito do BDMG pra ajudar o pequeno produtor”, explica o secretário de Estado de agricultura, André Merlo.

Precariedade afasta eventos do parque de exposição O secretário de Estado de agricultura André Merlo admitiu que a falta de apoio do poder público tem contribuído com a diminuição de feiras e exposições agropecuárias em Minas Gerais. “O custo é muito alto. Faço aqui um mea culpa porque o Estado, a União e os municípios contribuem muito pouco . Quem acaba pagando são as associações, as entidades e os sindicatos rurais”, disse. Uma proposta está sendo estudada para ajudar os organizadores desses eventos no interior. “Nós ainda não escrevemos o projeto. A ideia é fazer com que as empresas participem. A Cemig, a Copasa e a Codemig, que costumem investir em publicidade, são alguns dos exemplos de possíveis apoiadores”, conta o secretário. Em 2012, foram 382 eventos rurais, segundo o Instituto Mineiro de Agricultura (IMA), 297 a mais que os realizados no ano passado: 85.

Saiba mais Minas é líder no ranking da produção nacional de leite, com 8,9 bilhões de litros em 2012, o que representa um terço do volume de produção do país. O Estado possui o segundo maior rebanho nacional de bovinos, com 24 milhões de cabeças, e o maior plantel de equinos, com 785 mil animais. 1500 animais de 11 raças, entre bovinos de corte e leite e equinos, vão passar pela 54ª Exposição Estadual Agropecuária. A exposição termina no domingo. A programação vai das 8h às 21h. A entrada é franca. Mais de 25 mil pessoas devem visitar o Parque da Gameleira durante o evento

Fases Complexo. A reformulação do Parque de Exposições faz parte de um projeto que também prevê a construção de um centro de convenções integrado ao Expominas. Estão previstos um centro de convenções, área de alimentação, estacionamento e heliponto. Andamento. Já foram concluídos o Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI), a modelagem do projeto e a consulta pública. Atualmente o projeto está sendo analisado pela Advocacia Geral do Estado.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave