Três empreendimentos foram embargados por descumprirem normas ambientais na cidade

Locais foram interditados

iG Minas Gerais |

Preservação ambiental. 
Local recebia entulhos de forma ilegal
CÁSSIO MATIAS
Preservação ambiental. Local recebia entulhos de forma ilegal

Uma ação de fiscalização da Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, interditou uma grande área que servia como bota-fora de entulhos de construção civil e materiais em geral na Via Expressa, no bairro Parque São João.

O local foi embargado pelo órgão municipal, uma vez que, além de receber esse tipo de material de forma incorreta, verificou-se, após estudos técnicos geológicos, que o local é uma área de risco e não pode receber esse tipo de atividade. O local interditado é a CTR Via Expressa Eireli.

De acordo com o secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Ivayr Soalheiro, a prefeitura continuará nas ações de preservação ambiental na cidade.

“Esses empreendimentos não estão cumprindo as diretrizes ambientais nos prazos exigidos por lei. E quando passam a não cumprir os preceitos, também não garantem a segurança ambiental da população em seu entorno”, afirmou.

Mais estabelecimentos

Além da CTR Via Expressa Eireli, outros dois estabelecimentos foram embargados na última quarta-feira (4), no bairro Água Branca e na Vila São Paulo.

Todos os três empreendimentos estão interditados, impedidos de exercer as atividades. Essas interdições fazem parte de um amplo plano de ações para comemorar a Semana do Meio Ambiente, entre os dias 1 e 6 de junho.

No Dia Internacional do Meio Ambiente (5 de junho), a prefeitura entregou à comunidade o Parque Sarandi totalmente revitalizado.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave