Denúncias na área da saúde ficam sem explicações

Secretário alegou viagem, e diretor do Hospital Regional não justificou ausência

iG Minas Gerais | José Augusto |

Com muitas dores, paciente aguarda por atendimento no meio do corredor
Dayse Resende/Arquivo
Com muitas dores, paciente aguarda por atendimento no meio do corredor

Mesmo após várias denúncias sobre o Hospital Regional, como precariedade dos equipamentos, demora para a realização de procedimentos cirúrgicos e falta de funcionários e de infraestrutura, noticiadas por O Tempo Betim nas últimas duas semanas, a prefeitura não enviou nenhum representante à reunião da Câmara na última terça-feira (3) para debater sobre o assunto.

A Casa tinha aprovado, por unanimidade, na semana passada, um pedido para que o secretário municipal de Saúde, Mauro Reis, e o diretor-geral do Regional, Guilherme Carvalho, comparecessem ao plenário para esclarecer as denúncias sobre o hospital e explicar os problemas que têm ocorrido no local, mas nenhum dos dois apareceu.

O secretário Mauro Reis enviou um comunicado para justificar sua ausência alegando que estava em um congresso de secretários de saúde de todo o país.

Já a falta do diretor-geral do hospital pegou os parlamentares de surpresa, inclusive a vereadora Elza do Divino Braga (PSB), autora do pedido de esclarecimentos. “Até eu fiquei surpresa, porque o Guilherme nem compareceu à reunião nem enviou justificativa. Vou até cobrar deles, já que a vinda dele seria importante para esclarecer as denúncias”, afirmou.

O vereador Antônio Carlos (PT) também ficou surpreso. “Não estou fazendo essas denúncias porque faço oposição ao governo. São fatos reais, concretos. São vidas que estão lá dentro. É o CTI que não tem ar-condicionado, são os médicos que não têm material para fazer cirurgias. Por isso, era importante a presença do secretário e do diretor para cobrarmos informações. Eu espero que eles venham o mais rápido possível a essa Casa, para esclarecerem as dúvidas e para que possamos cobrar deles informações da área da saúde”, afirmou.

O vereador também defendeu uma audiência com os servidores. “Acredito que deveria ser feita também uma audiência com os funcionários do hospital, não apenas com os gestores, mas com os trabalhadores, para que eles falem sobre a situação que enfrentam dentro da unidade hospitalar”, completou o vereador Antônio Carlos.

Nota

Em nota, a prefeitura informou que a direção do Hospital Regional não compareceu à Câmara nesta semana devido à ausência do secretário municipal de saúde, Mauro Reis, que foi a um congresso. “O diretor do hospital, Guilherme Carvalho, entendeu que seria melhor remarcar uma nova data para comparecerem juntos à Câmara”, diz a nota. Entretanto, a direção do Regional não informou por que não enviou um comunicado à Câmara justificando a ausência.

A Secretaria Municipal de Saúde ressaltou ainda que a proposta de uma nova data para comparecer à Câmara já foi enviada ao Legislativo e que no dia 11 está agendada uma reunião com a Comissão de Saúde da Câmara.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave