PAP orienta agricultura empresarial

Intenção é ajudar produtores brasileiros a fazerem a melhor escolha na hora de iniciar a safra

iG Minas Gerais | Da redação |

Medidas proporcionam aos produtores conhecimento da disponibilidade de recursos e condições para financiamentos da produção futura
Ueslei marcelino
Medidas proporcionam aos produtores conhecimento da disponibilidade de recursos e condições para financiamentos da produção futura

O Plano Agrícola e Pecuário (PAP), lançado pelo ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Neri Geller, consiste em uma série de medidas de política agrícola para a safra que está por vir, abrangendo, entre outras áreas, crédito rural, apoio à comercialização e seguro rural.

As medidas proporcionam aos produtores conhecimento da disponibilidade de recursos e condições para financiamentos da produção futura, como limites de crédito, taxas de juros e demais condições de acesso. Com isso, o produtor pode melhor decidir sobre o que plantar.

O objetivo do PAP é promover facilidades e possibilidades para os produtores brasileiros com o apoio do Governo Federal. No último Plano Agrícola e Pecuário, o total de recursos liberados foi de R$ 136 bilhões, sendo R$ 97,6 bilhões para financiamentos de custeio e comercialização e R$ 38,4 bilhões para os programas de investimento. A taxa de juros do crédito rural é de 5,5%.

Para este ano, Geller adiantou que devem ser disponibilizados mais recursos para o Plano em relação ao ano passado, já que a área e o custo da produção aumentaram. “Defender a produção nacional é defender a geração de empregos e renda no campo. E isso vamos fazer enquanto estivermos no ministério”, ressaltou.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave