Obra de posto de saúde está abandonada pelo Executivo

Segundo a comunidade, construção de unidade está parada há quase dois anos

iG Minas Gerais | Dayse Resende |

Descaso. 
Abandonada, construção está sendo invadida por mato
FOTO: MOISES SILVA / OTEMPO
Descaso. Abandonada, construção está sendo invadida por mato

Moradores do bairro Cruzeiro do Sul reclamam de que a construção de um posto de saúde está abandonada há quase dois anos. A reportagem esteve no local e constatou que a situação e crítica. Parte da obra, que começou a ser erguida em agosto de 2011, está comprometida, e há risco até de desabamento.

O terreno vazio também deixa os moradores preocupados com a possibilidade de ser usado como esconderijo de criminosos. Segundo vizinhos, o local é frequentado por usuários de drogas e moradores de rua. Por isso, muitos têm medo de passar na região à noite. “Deixamos de ser prioridade para o governo. Essa obra, esperada ansiosamente pelos moradores da região, está parada há dois anos”, diz a dona de casa Vânia Duques.

Segundo ela, devido ao abandono, os materiais de construção que ficavam no local foram saqueados. “Sempre passava alguém aqui e levava as madeiras, os tijolos, dentre outras coisas. Foi assim que, dia a dia, o material foi acabando”, conta Vânia.

O autônomo Ricardo de Oliveira reforça as denúncias e ressalta que o posto de saúde já deveria estar pronto. De acordo com ele, a comunidade está indignada com a situação. “Essa obra precisa ser terminada. A população precisa muito dessa unidade de saúde na região. Isso é um descaso”.

Sem o posto, os moradores também ficaram sem a rua que começou a ser aberta ao lado da construção. No local, é possível ver muito mato e até animais peçonhentos, como cobras e ratos, além de buracos, que representam riscos a quem passa por ali. “Esse local está muito perigoso. Sem dúvida, é um ótimo esconderijo para marginais”, ressalta o motorista Gabriel Fagundes. Enquanto o problema não é resolvido, parte da estrutura já começa a ceder. Além disso, provisoriamente, um imóvel precisou ser alugado pela prefeitura, onde o posto funciona de forma improvisada. Usuários reclamam de que até as equipes de atendimento são incompletas. Imóvel locado

Não bastassem todos esses problemas, um cartaz foi afixado na parede do posto informando que o horário de atendimento na unidade de saúde será reduzido durante a Copa do Mundo em dias de jogos do Brasil. Segundo o informativo, na primeira fase, quando as partidas da seleção ocorrerão nos dias 12, 17 e 23 de junho, o atendimento será das 8h às 12h. “Isso é um absurdo, pois ninguém tem hora para passar mal”, lamenta Maria Francisca.No dia 16 de maio, a reportagem de já havia mostrado que o dinheiro público investido na saúde também foi desperdiçado na construção das Unidades de Atendimento (UAIs) do Alterosas e da Regional Norte. Na época, a prefeitura alegou que as obras foram encontradas, pela atual gestão, com irregularidades.

Mais desperdício No dia 16 de maio, a reportagem de O Tempo Betim já havia mostrado que o dinheiro público investido na saúde também foi desperdiçado na construção das Unidades de Atendimento (UAIs) do Alterosas e da Regional Norte. Na época, a prefeitura alegou que as obras foram encontradas, pela atual gestão, com irregularidades.

 

Sobre o posto do Cruzeiro do Sul, o Executivo informou que a obra aguarda publicação de um novo edital de licitação, o que deve ocorrer ainda no mês de junho, e que, após esse processo, será dada a ordem de serviço para que ela seja concluída. Sobre o funcionamento durante os jogos do Brasil, a prefeitura informou que o horário a ser cumprido é o mesmo do calendário municipal.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave