Terreno do América é liberado para construção de prédio residencial

Equipe americana dependia da aprovação do projeto na ALMG para confirmar a alienação do imóvel, que foi doado ao clube pelo estado em 1946.

iG Minas Gerais | ANTÔNIO ANDERSON |

A Assembléia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) aprovou na última quarta-feira um projeto do deputado Alencar da Silveira Júnior (PDT) liberando a construção de um prédio residencial no terreno do América localizado no bairro Ouro Preto, região da Pampulha. O  PL 4.552/13 tem como objetivo retirar as cláusulas de inalienabilidade e impenhorabilidade do terreno. Com a negociação, o América espera transforma o centro de lazer em fonte de receita fixa para o clube.

O América dependia da aprovação do projeto na ALMG para confirmar a alienação do imóvel, que foi doado ao clube pelo estado em 1946. No local onde hoje funciona o clube de lazer será construído um condomínio com vários apartamentos, enquanto que o terreno que servia de estacionamento para os sócios deverá ser transformado em salas comerciais. O encerramento das atividades do Centro de Lazer do América (Clam) foi comunicado aos sócios em maio do ano passado.

Um dos argumentos da diretoria americana para concretizar a negociação foi de que o Clam não dava um retorno financeiro ao clube. Por mês, a renda com os sócios estaria girando em torno de R$ 18 mil. O acordo do América foi fechado com as empresas Direcional Engenharia e Patrimar. No Clam funcionavam um salão de beleza, academia, lanchonete, self-services e butique.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave