Sem Bolt, Gatlin vence os 100m em Roma com 9s91

Vivendo grande fase na carreira, o norte-americano venceu, nesta quinta-feira, a etapa de Roma da Diamond League e marcou o segundo melhor tempo de 2014

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Na Itália, a vitória foi com o tempo de 9s91, quatro centésimos acima do seu recorde no ano
Justin Gatlin Oficial/reprodução
Na Itália, a vitória foi com o tempo de 9s91, quatro centésimos acima do seu recorde no ano

O homem mais rápido do mundo pode ser Usain Bolt, mas o mais veloz do ano é Justin Gatlin, com a primeira e terceira marcas da temporada. Na Itália, a vitória foi com o tempo de 9s91, quatro centésimos acima do seu recorde no ano. O principal rival de Gatlin em Roma Nesta Carter, da Jamaica, não superou a barreira dos 10 segundos e terminou com a prata, com 10s02. Em terceiro, o britânico Adam Gemli, com 10s07.

Tão esperada quanto a prova dos 100m em Roma era a de salto em altura. Afinal, o recorde mundial de 2,45m, feito pelo cubano Javier Sotomayor em 1993, enfim parece alcançável. Líder do ranking mundial com 2,41m, Ivan Ukhov decepcionou e ficou apenas na quinta colocação, com 2,28m.

Mas o catariano Mutaz Essa Barshim salvou o dia e saltou 2,41m para bater o novo recorde asiático, igualando também a melhor marca já feita na Diamond League e o melhor salto realizado em solo europeu em todos os tempos. Ele ainda tentou 2,43m, mas não passou.

Na história, só dois atletas saltaram mais alto do que Barshim: Sotomayor (quatro vezes) e o sueco Patrik Sjoberg, que passou 2 42m em 1987. Com 2,41m, no ranking de todos os tempos, aparecem Ukhov, Barshim e o ucraniano Bohdan Bondarenko, que ficou com a prata em Roma, com 2,34m.

Outras Provas

No salto triplo feminino, vitória da colombiana Caterine Ibarguen, com 14,48m, ampliando a liderança no ranking da Diamond League. O mesmo para a neozelandesa Valerie Adams no arremesso de peso. Ambas já haviam vencido em Doha (Catar).

Nos 400m, Lashawn Merritt (EUA) praticamente não teve adversários para ganhar com 44s48, enquanto que nos 200m a vitória foi de Alonso Edward, do Panamá. Já nos 100m com barreiras para mulheres, Brianna Rollison, dos EUA, chegou na frente com 12s53 e agora lidera o ranking mundial. Todas as quatro primeiras colocadas fizeram o melhor tempo delas na temporada.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave