Seleção espanhola é a mais cara da Copa. Brasil é o terceiro

Levantamento foi feito por grupo holandês, que avaliou o valor de mercado das 32 seleções que disputarão o Mundial

iG Minas Gerais | Da Redação |

RODRIGO CLEMENTE/OTEMPO
undefined

Um estudo feito pelo ING Bank, da Holanda, apontou o valor de mercado das principais seleções que disputarão a Copa do Mundo. O estudo mostrou que a Espanha é a mais valiosa das equipes e foi avaliada em 675 milhões de euros. O segundo lugar ficou com a Alemanha, que vale 609 milhões de euros. 

Em terceiro lugar, a seleção brasileira, de Neymar, foi avaliada em 507 milhões de euros. O escrete argentino, comandado por Messi, aparece na quinta posição e vale 410 milhões de euros. Destaque também para Portugal, do melhor do mundo, Cristiano Ronaldo, que ocupa o nono lugar e vale 322 milhões de euros. 

"O dinheiro tantas vezes se correlaciona com o sucesso no clube de futebol. Então, esperamos que as equipes mais valiosas têm mais chance de sucesso ", disse o economista sênior ING Ian Bright. No entanto, este é um torneio eliminatório, o que introduz um elemento do acaso que torna a Copa tão emocionante e longe de uma conclusão precipitada.", afirmou o economista Ian Bright, ao comentar o resultado do levantamento. 

Confira a lista a seguir: (em milhões)

1. Espanha (675, $918)

2. Alemanha (609, $829)

3. Brasil (507, $690)

4. França (453, $616)

5. Argentina (410, $558)

6. Bélgica (378, $514)

7. Inglaterra (362, $492)

8. Itália (350, $476)

9. Portugal (322, $438)

10. Uruguai (236, $321)

11. Colômbia e Holanda (EUR225m, $306)

12. Croácia (210, $285)

13. Rússia (200, $272)

14. Suíça (193, $262)

15. Chile (152, $206)

16. Costa do Marfim (132, $179)

17. Camarões (127, $172)

18. Bósnia (121, $164)

19. Japão (106, $144)

20. México e Gana (104, $141)

21. Grécia (87, $118)

22. Nigéria (81, $110)

23. Estados Unidos (63, $85)

24. Argélia (62, $84)

25. Equador (57, $77)

26. Coreia do Sul (56, $76)

27. Costa Rica (32, $43)

28. Austrália (24, $32)

29. Honduras e Irã (23, $31)

 

Leia tudo sobre: EspanhaBrasilCopa do Mundofutebol