Pessimismo está relacionado ao período eleitoral, diz Michel Temer

Otimista sobre o Brasil, vice-presidente afirmou que o País vem evoluindo desde a promulgação da Constituição de 1988 e "não há razão para o pessimismo'

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

WILSON DIAS/ABR - 20.2.2011
undefined

O vice-presidente da República, Michel Temer, defendeu nesta quinta-feira (5), em palestra a empresários na sede do Secovi, em São Paulo, que as manifestações que acontecem no Brasil desde junho de 2013 são fruto da evolução política do País. "Nós passamos a exigir mais eficiência dos serviços privados e públicos. Passamos para uma outra fase da democracia", afirmou.

Otimista sobre o Brasil, Temer afirmou que o País vem evoluindo desde a promulgação da Constituição de 1988 e "não há razão para o pessimismo". Segundo o vice-presidente, esse sentimento pessimista está relacionado ao período de campanha eleitoral. "Nós temos que confiar no País, confiar naquilo que estamos vivendo", disse. A cobrança de eficiência pela população, segundo Temer, não foi direcionada ao governo ou aos políticos apenas. Na opinião dele, a população tolera menos o erro do que no passado e os movimentos de junho foram para pedir eficiência. Sem citar nomes, Temer disse que a população não tolera mais político que "rouba, mas faz".

O vice-presidente falou ainda sobre as manifestações violentas que, segundo ele, desmoralizaram os movimentos. "Quem desmoralizou esses movimentos foram os chamados black blocs, os depredadores", disse. "São bandidos que resolvem destruir o patrimônio público ou privado". O discurso do vice-presidente foi precedido por falas de dirigentes do sindicato do setor imobiliário que se mostraram preocupados com o cenário macroeconômico e político brasileiro.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave