Brasil e Irã fazem confronto direto pela Liga Mundial

Equipes têm tudo para travar duelo pela terceira posição no grupo, posição que garante presença na próxima fase

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Seleção foca em melhor rendimento contra o Irã
ALEXANDRE ARRUDA - CBV
Seleção foca em melhor rendimento contra o Irã

Ainda buscando seu melhor momento dentro da Liga Mundial, a seleção brasileira pode ter, nesta sexta-feira, o início da reviravolta dentro da competição. Pensando nisso, o time de Bernardinho quer ter uma atuação mais consistente contra o Irã. Os dois times jogam às 10h, no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo.  Um novo encontro está marcado para o mesmo horário, no sábado. As partidas terão transmissão ao vivo da Rede Globo.

Apesar de pouca tradição na modalidade, o time asiático é tido como perigoso pelos jogadores, principalmente pelos resultados obtidos recentemente.

"O Irã é a equipe que mais cresceu nos últimos dois anos. No ano passado, eles venceram praticamente todas as seleções consideradas de primeira linha, exceto o Brasil e Rússia. É uma equipe com um saque muito forte e um sistema defensivo muito bem composto, então precisamos de paciência para jogar contra eles", indica o levantador Bruninho.

Os primeiros jogos do Brasil mostraram um time longe do que que a torcida se acostumou a ver. Apesar de pequena melhora dos duelos para a Itália para as partidas contra a Polônia, os jogadores sabem que é preciso muito mais para buscar a classificação para a segunda fase.

"Começamos de forma meio atropelada, com o grupo sendo montado aos poucos. Agora, estamos começando a pegar forma. Sabíamos que iríamos sofrer um pouco no começo e estes dois jogos contra o Irã são fundamentais para a nossa classificação. Temos este confronto direto contra eles aqui em São Paulo, onde vamos buscar os seis pontos, e depois os enfrentaremos novamente lá. Por isso, vamos focar nestes quatro confrontos para melhorar nossa posição na tabela", comenta o central Lucão.

Até aqui, o Brasil soma três derrotas em quatro jogos. Caso a Itália, sede da próxima fase, fique em primeiro ou segundo lugar no grupo, o terceiro colocado da chave passa para o momento seguinte da competição, aumentando as chances da seleção de Bernardinho se classificar.