Felipão 'estreia' em SP com desafio de conquistar exigente torcedor

Apesar de possuir bom relacionamento no futebol local, esta será a primeira vez que o treinador irá atuar com a seleção brasileira em São Paulo

iG Minas Gerais | JOSIAS PEREIRA |

Nesta sexta-feira, a seleção brasileira entra no gramado do Morumbi para encarar a Sérvia. O amistoso será um desafio dentro e fora de campo. Além de encarar a qualidade técnica de uma boa seleção, o escrete canarinho terá a missão de ganhar o apoio da exigente torcida paulista, conhecida por seu lado crítico em relação à seleção.

Apesar de possuir residência em São Paulo e conservar um histórico bastante íntimo com o futebol local, esta será a primeira vez que Luiz Felipe Scolari irá comandar a seleção brasileira em solo paulista.  Conhecedor do histórico um tanto que hostil, o treinador espera que sua equipe desempenhe um bom futebol para ganhar de uma vez por todas a confiança do torcedor de São Paulo, cidade que também abrigará a estreia da equipe na Copa do Mundo, no próximo dia 12 de junho.

“Eu penso que, da minha parte, a recepção do torcedor será bem mais flexível, e isto poderá ajudar em uma situação de desconforto para minha equipe. Sei que tenho um bom ambiente com todas as equipes de São Paulo, mesmo tendo treinado apenas o Palmeiras. Acho que chegou a hora de mudarmos esta hipotética ideia de que São Paulo tem esta história com a seleção”, declarou Felipão.

Apesar disto, o comandante da seleção brasileira revelou que a determinação de atuar na capital paulista foi uma espécie de ‘ordem’ de José Maria Marin, presidente da CBF. Se a escolha passasse pelas mãos de Felipão, o local do último amistoso antes da estreia na Copa do Mundo poderia ser outro.

“O presidente me perguntou se eu gostaria de jogar em São Paulo. Perguntei se poderia ser em outro lugar, mas ele me disse que queria o jogo na cidade. Então, não tinha muito o que fazer. Obedeci”, declarou.

“Este é o momento de conversar com o pessoal de São Paulo. Vamos jogar dia 6 e dia 12 por lá. É uma coisa maravilhosa para a cidade. Muita gente já está lá para a Copa do Mundo. São Paulo também foi beneficiada, e agora é a hora de nós recebermos o carinho da população paulista. Depois do jogo, eu vou ter o sábado livre, é legar voltar para a casa, minha casa é São Paulo e lá será a casa da seleção a partir de agora”, concluiu o treinador.

Para relembrar - Em setembro de 2012, a seleção brasileira atuou pela última vez no Morumbi. Sob vaias e aos gritos de "Adeus Mano", a equipe venceu a África do Sul com um gol de Hulk. Na ocasião, Neymar chegou a ser chamado de 'pipoqueiro' por parte da torcida. Três meses depois, Mano Menezes acabou perdendo o cargo de treinador da seleção. Historicamente, o torcedor paulista sempre foi exigente em relação ao selecionado canarinho Alguns destes casos envolviam disputas políticas relacionadas à rivalidade com os cariocas.