Taxista morre em batida frontal quando levava grávida para dar à luz

Colisão aconteceu na MG-329, em Rio Casca; condutor do outro carro é um policial militar que estava à paisana; mulher e marido estão em estado grave; um parto de emergência foi realizado e o bebê segue internado

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

Vítima fatal ficou presa às ferragens e morreu no local.
Polícia Militar Rodoviária/Divulgação
Vítima fatal ficou presa às ferragens e morreu no local.

Um taxista morreu a caminho de um hospital, em Ponte Nova, na Zona da Mata, onde levaria uma grávida para ganhar um bebê, nessa quarta-feira (4). O carro onde eles estavam bateu de frente com um outro veículo, conduzido por um policial militar à paisana, na MG-329, em Rio Casca.

De acordo com a Polícia Militar Rodoviária (PMRv), em uma curva, na altura do KM 127, o Fiat Strada e o Fiat Uno bateram de frente. Com a batida, o taxista Afonso Célio Adorador ficou preso às ferragens e morreu no local. A passageira grávida Marisa Mesquita Carvalho e o marido dela Geraldo de Magalhães Ribeiro foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros em estado grave. Ela passou por um parto de emergência e o bebê também segue internado. O casal é de Santo Antônio do Grama.

O policial militar Camilo Hudson da Silva também ficou ferido e foi encaminhado junto com o casal para o Hospital Arnaldo Gavazza Filho, em Ponte Nova.

Leia tudo sobre: batidacolisãotaxistagrávidamaridodar à luz