Após briga, aluno busca réplica de arma em casa para matar colega

Adolescente de 15 anos foi apreendido com réplica de pistola .40 na cintura, a caminho da instituição estadual; jovens teriam "brincado" de "corredor da morte"

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

Um adolescente de 15 anos foi apreendido com uma réplica de pistola .40 na cintura, quando retornava para uma escola estadual onde estuda, para se vingar de um colega que teria o agredido, momento antes. A confusão aconteceu nessa quarta-feira (4), em Papagaios, na região Central de Minas.

Segundo o sub-tenente Aldair Silva de Loredo, do 4º Pelotão da 19ª Companhia Independente da Polícia Militar (PM), após uma briga entre alunos, a escola solicitou a presença da polícia. De acordo com testemunhas, um estudante de 15 anos teria saído da instituição dizendo que iria em casa para buscar uma arma e matar um outro colega.

Os militares conseguiram localizar o adolescente acompanhado de um colega. Os dois andavam de bicicleta. Quando abordados, a PM encontrou a réplica na cintura do jovem. Ele alegou tinha passado em um “corredor da morte” e que teria levado chutes, socos e tapas e que pretendia revidar.

Os outros adolescentes envolvidos na “brincadeira” não foram identificados. Os pais do jovem conduzido à delegacia disseram não ter conhecimento da existência da arma.

A Secretaria de Estado de Educação (SEE) foi procurada pela reportagem, mas até o momento não se pronunciou sobre o assunto. A PM garantiu que faz rondas constantes na região da escola.

Réplica ou simulacro

De acordo com Loredo, uma réplica ou simulacro não são armas letais. Elas são carregadas com bolinhas de plásticos e podem machucar, sem muita gravidade. O principal objetivo dessas armas é intimidar o outro, que muitas vezes não sabe diferenciar uma réplica de uma arma.

Leia tudo sobre: réplica de armaadolescentebrigaescola estadual