Possível vice se torna inelegível

iG Minas Gerais |

Opção restrita. Condenado, Kassab fica impedido de ser vice na chapa de Alckmim ou ser candidato
Willian Alves / Campus Party
Opção restrita. Condenado, Kassab fica impedido de ser vice na chapa de Alckmim ou ser candidato

São Paulo. No momento em que se torna a principal opção do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), para vice da sua chapa à reeleição, o ex-prefeito da capital paulista Gilberto Kassab (PSD) foi condenado por improbidade administrativa a ficar inelegível por três anos.

Kassab foi acusado pelo Ministério Público de, em 2006, ter recebido determinação judicial de pagar R$ 240,7 milhões em precatórios alimentares, mas destinou apenas R$ 122 milhões. A diferença teria sido desviada, por meio de decretos, para outras finalidades. Cabe recurso da decisão.

Antes desafetos, Kassab e Alckmin se reaproximaram depois do veto da ex-senadora Marina Silva à reaproximação do seu companheiro na corrida presidencial, o ex-governador Eduardo Campos (PSB-PE), com os tucanos em São Paulo. Kassab começou a negociar com intermediários de Alckmin e agora fala pessoalmente com o governador sobre os termos de uma aliança.

Contudo, publicamente, o ex-prefeito de São Paulo voltou a falar, ontem, que o PSD “se esforça” para ter uma candidatura própria ao governo do Estado.

Nacional. Apesar das conversas com tucanos em São Paulo, Gilberto Kassab descartou mais uma vez apoiar a candidatura do senador Aécio Neves (PSDB) à Presidência e reafirmou a aliança com a presidente Dilma Rousseff (PT).

“Qualquer acordo com o PSDB e com o Aécio está afastado por conta do compromisso de apoiar a reeleição da presidente”, disse. “Dilma é a minha candidata”, completou, ontem, o ex-prefeito.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave