Aécio ganha apoio de ‘nanicos’

Aliança com PMN, PTdoB, PTC e PTN deve render menos de um minuto na propaganda partidária

iG Minas Gerais | Raquel Gondim |

União. Aécio Neves pousou com os líderes dos partidos nanicos e se disse “feliz” pelo apoio chegar de forma espontânea e natural
George Gianni / PSDB
União. Aécio Neves pousou com os líderes dos partidos nanicos e se disse “feliz” pelo apoio chegar de forma espontânea e natural

O senador e presidenciável, Aécio Neves (PSDB), ganhou ontem o apoio de quatro partidos “nanicos”. A aliança com PMN, PTdoB, PTC e PTN deverá render menos de um minuto para o tempo de rádio e TV do tucano, que continua em grande desvantagem em relação à presidente Dilma Rousseff. Um balanço preliminar indica que enquanto a petista contará com mais de dez minutos na propaganda política, Aécio terá menos de quatro minutos.

Durante o anúncio da parceria com os “nanicos”, o tucano usou a desvantagem no rádio e na TV para alfinetar o governo federal. Ele disse que Dilma “distribui espaço de poder a rodo” para somar “alguns segundos na propaganda eleitoral”.

“Ela faz isso distribuindo diretorias de bancos, ministérios, cargos públicos sem qualquer constrangimento. Acho até que a presidente levará alguns segundos de alguns desses partidos, mas não levará a alma, o coração e a consciência daqueles que mesmo nesses partidos sabem que o Brasil precisa viver um processo rápido de mudança”, afirmou.

O senador negou querer atrair legendas pouco expressivas para o seu lado em busca apenas de um tempo um pouco maior na propaganda política.

“Fico imensamente feliz de ver que esses apoios estão vindo com muita naturalidade de pessoas que estão compreendendo que a nossa candidatura possa efetivamente significar a mudança verdadeira e corajosa que o Brasil precisa viver”.

Aécio disse concordar com o cenário negativo que o marqueteiro do PT João Santana teria traçado em reunião da campanha de Dilma, na segunda-feira, em Brasília. Segundo o jornal “Folha de S.Paulo”, Santana disse, ao apresentar pesquisas internas para os petistas, que a “coisa está realmente feia” para o governo. Os levantamentos indicariam que os eleitores estão menos confiantes na capacidade da gestão do PT de promover mudanças.

“Eu concordo com o marqueteiro mor do governo, João Santana. A coisa está realmente feia para o governo. Mas deveriam ter percebido isso lá atrás quando aparelharam de forma irresponsável a máquina pública, desqualificando a gestão pública, permitindo que os mal feitos pudessem avançar por todas as áreas do governo”, afirmou Aécio.

2ºturno. Aécio decidiu que o PSDB vai apoiar o nome indicado pelo ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos na disputa no Estado nordestino. A medida visa a evitar um confronto com o pré-candidato do PSB e, com isso, facilitar um acordo para um eventual segundo turno entre o tucano e a presidente Dilma Rousseff.

Formalização

Convenções. Somente após as convenções partidárias deste mês, será possível conhecer ao certo o tempo de radio e TV que cada candidato à Presidência da República terá nesta eleição.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave