Dilma foca prefeitos de Minas

Nos últimos 90 dias, presidente distribuiu média de oito máquinas por dia para prefeituras

iG Minas Gerais | Isabella Lacerda |

Pose. Em fevereiro, Dilma esteve em Governador Valadares para a formatura de alunos do Pronatec e a entrega de máquinas para 92 cidades
JOAO GODINHO/ O TEMPO
Pose. Em fevereiro, Dilma esteve em Governador Valadares para a formatura de alunos do Pronatec e a entrega de máquinas para 92 cidades

Além da presença bem mais frequente da presidente Dilma Rousseff em Minas Gerais, o PT tem dado outros sinais de que pretende investir pesado no processo eleitoral no Estado: nos últimos três meses, o governo federal distribuiu, em média, oito máquinas por dia a prefeitos mineiros participantes do PAC Equipamentos.

Com a proximidade do período eleitoral e a apenas um mês da data-limite estipulada pela Justiça Eleitoral para que os gestores públicos façam doações a municípios, Dilma passou a contemplar de forma mais rápida os prefeitos de Minas – Estado do senador e provável adversário da presidente em outubro, Aécio Neves (PSDB).

Para se chegar a essa conclusão, basta considerar o número de equipamentos repassados ao Estado nos dois primeiros meses deste ano. Em janeiro e fevereiro, faltando mais de cinco meses para o início oficial do embate nas urnas, a presidente entregou apenas 318 máquinas – cerca de cinco equipamentos ao dia. No total, de 2012 até fevereiro deste ano, a petista contemplou 792 municípios do Estado com 1.740 retroescavadeiras, motoniveladoras e caminhões-caçamba.

Nos últimos 90 dias, porém, a média de concessões dos benefícios subiu consideravelmente, com o programa alcançando um total de 2.468 equipamentos. Ou seja, a pré-candidata à reeleição entregou, em 90 dias, 728 máquinas em Minas.

A média de oito equipamentos por dia supera estimativa feita no início do ano por O TEMPO a partir de dados do Ministério do Desenvolvimento Agrário, responsável por gerir o programa. Levando em conta os prazos-limite para finalizar a etapa do PAC em Minas, Dilma precisaria repassar a cada dia sete equipamentos ao Estado para cumprir a promessa feita aos prefeitos.

Faltando apenas 176 retroescavadeiras, motoniveladoras e caminhões-caçamba para o Estado, a presidente poderá até mesmo reduzir o ritmo e conceder somente cinco máquinas diárias a prefeitos. Ontem, lideranças do PT começaram a divulgar uma nova agenda da presidente em Minas na próxima semana, quando ela deverá finalizar a entrega do maquinário no Estado.

O mesmo caminho, porém, não poderá ser seguido em São Paulo. Por ter focado Minas, a presidente acabou criando um déficit de entregas aos municípios paulistas. Em apenas um mês, ela terá que contemplar os prefeitos daquele Estado com 256 equipamentos, mais de oito por dia.

Confirmação. Não é segredo a relevância de Minas no pleito de outubro. Na semana passada, em Belo Horizonte, o ex-presidente Lula declarou que ainda desembarcará no Estado muitas vezes neste ano, e inclui Dilma nas incursões. O PAC 2 Equipamentos é considerado um dos principais programas desenvolvidos pelo governo do PT.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave