Mané Garrincha é o mais caro do Brasil

iG Minas Gerais |

O Mané Garrincha, em Brasília, é o estádio mais caro do Brasil. Para colocar a arena da capital federal em condições de receber jogos da Copa do Mundo, foram gastos US$ 830 milhões, ou US$ 11.400 por lugar. Os valores colocam o estádio também entre os mais caros do mundo: é o segundo em valor total do investimento, atrás apenas de Wembley, na Inglaterra, que custou US$ 1,136 bilhão, e o terceiro em valor gasto por lugar, atrás também de Wembley e do Stade de Suisse, na Suíça.

Depois da Copa, o Mané Garrincha terá pouca utilidade, já que Brasília não tem tradição em futebol e não conta com nenhum time disputando competições importantes. Outro estádio que consumiu muito dinheiro e terá pouco uso depois do Mundial é a Arena Amazônia, que ficou em terceiro lugar em valor por assento no Brasil e é o 19º no mundo. A Arena Corinthians, que vai receber a abertura da Copa, ficou em segundo no ranking nacional e em décimo na comparação global.

O Mineirão é o oitavo na lista dos 12 estádios que receberão jogos da Copa no Brasil, com desembolso de US$ 6.224 por lugar. O estádio mineiro não integra o ranking mundial, porque não foi construído nos últimos dez anos, apenas reformado. Mesmo assim, o valor gasto para cada lugar supera a média mundial de construção dos últimos dez anos, que é de US$ 5.841 para acomodar cada torcedor. (APP)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave