Candidatas ao título fazem testes finais

iG Minas Gerais |

Marchisio foi o autor do gol italiano no duelo de ontem contra a seleção de Luxemburgo
Luca Bruno
Marchisio foi o autor do gol italiano no duelo de ontem contra a seleção de Luxemburgo

As seleções entram na reta final de preparação para a Copa do Mundo. Ontem, mais uma rodada de amistosos foi realizada, com destaque para dois empates de seleções campeãs mundiais que estão no mesmo grupo.

A Itália ficou no empate em 1 a 1 com Luxemburgo, no último teste antes de embarcar para o Brasil. A chegada à terra da Copa deve acontecer amanhã. Os tetracampeões venciam por 1 a 0, com gol de Marchisio, mas cederam a igualdade no fim do jogo.

A Inglaterra também ficou na igualdade com o Equador, em 2 a 2. Enner Valencia e Arroyo fizeram os gols equatorianos, enquanto Rooney e Lambert marcaram para os ingleses. O jogo estava tranquilo até que Sterling deu um carrinho forte em Valencia, que revidou agarrando o adversário pelo pescoço. Os dois foram expulsos. Itália e Inglaterra se enfrentam na primeira rodada do grupo D, no dia 14 de junho.

Quem venceu foi a Holanda, que teve pela frente o País de Gales e anotou 2 a 0. Robben foi o grande destaque, com um gol e uma assistência para Lens também deixar sua marca.

Em Buenos Aires, a Argentina enfrentou Trinidad e Tobago e venceu por 3 a 0. Palacio, Mascherano e Maxi Rodriguez marcaram para os hermanos, que fizeram seu último amistoso antes de embarcar para o Brasil.

Em Montevidéu, o Uruguai venceu a Eslovênia por 2 a 0. Cavani e Stuani determinaram a vitória uruguaia.

Outra seleção sul-americana que ficará hospedada em Minas Gerais, o Chile recebeu a Irlanda do Norte e venceu por 2 a 0, gols de Vargas e Pinilla. Protesto Na semana que vem será realizado em São Paulo o Congresso da Fifa, no qual a candidatura de Joseph Blatter a mais um mandato, a partir de 2015, deverá ser anunciada. Porém, dirigentes da elite da Uefa devem realizar protestos contra a decisão do homem forte do futebol mundial. Platini, que comanda a entidade europeia, até agora não esclareceu se será candidato. Por enquanto, o único que irá desafiar Blatter é o francês Jerome Champagne, apoiado por Pelé. Segurança O Maracanã pode ficar sem os “stewards”, vigilantes que acompanham a segurança e orientam os torcedores dentro dos estádios durante a Copa, normalmente caracterizados por coletes de cores fortes. O Sindicato dos Vigilantes do Rio de Janeiro está em greve e diz que não vai avalizar a contratação de 1.500 funcionários para trabalhar somente durante o Mundial enquanto as reivindicações não forem atendidas. Polêmica A Argentina pode ter um sério problema na busca pelo terceiro título mundial. De acordo com o jornal “Clarín”, o surpreendente corte de Éver Banega da lista dos 23 que vão ao Mundial gerou um profundo racha no elenco albiceleste. Isso porque Di María e Messi, amigos pessoais de Banega e principais nomes do elenco, teriam ficado irritados com a decisão do técnico Alejandro Sabella, que preferiu apostar em Enzo Pérez, do Benfica. Preocupação França e Holanda têm duas grandes preocupações às vésperas da Copa do Mundo. Ribéry ainda não tem sua presença garantida no Mundial. A lombalgia ainda atormenta o craque da última temporada europeia, e o técnico Didier Deschamps não sabe se terá que cortá-lo. Já Van Persie deixou o campo no intervalo do amistoso de ontem entre Holanda e País de Gales. O atacante se queixou de dor na perna direita, e uma lesão muscular não está descartada.  Mal-interpretado O ex-jogador americano Alexi Lalas deletou a mensagem no Twitter em que comemorava o primeiro dia no Rio, aonde chegou para ver a Copa, por não ter sido roubado. Na mesma rede social, o folclórico ex-atleta pediu desculpas e disse que não tinha a intenção de expor uma imagem de violência. “Desculpe. Eu só estava apontando como a percepção de muitos não condiz com a realidade. E a Copa ajudará a mudar isso”, disse Lalas. Provocação O diário “Olé”, da Argentina, que recorre muitas vezes ao humor, lançou vídeo de promoção para a Copa provocando Pelé. Na propaganda, um jornalista argentino pergunta em coletiva, misturando as palavras “debutó con un pibe”, expressão que significa “perdeu a virgindade com um garoto”, que remete a uma suposta transa do Rei com um jovem na adolescência. O assunto tem apelo na Argentina graças a Maradona, que o difundiu no país.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave