Documentário revisita protestos do ano passado

iG Minas Gerais |

Multidões tomaram as ruas durante a Copa das Confederações
O2 Play
Multidões tomaram as ruas durante a Copa das Confederações

São Paulo. Com direção do fotógrafo João Wainer e distribuição da O2 Play, “Junho – O Mês que Abalou o Brasil” usa imagens feitas pela equipe do “TV Folha”, do jornal “Folha de São Paulo” durante as semanas de manifestações em São Paulo, Rio, Brasília e outras cidades brasileiras em junho de 2013. A cobertura dos protestos recebeu o prêmio Esso de “Melhor Contribuição ao Telejornalismo”, no ano passado. 

O filme acompanha o processo político desde o início, quando a população de São Paulo organizou uma passeata contra o aumento das tarifas do transporte público. As reivindicações aumentaram, havendo protestos contra a corrupção, falta de serviços públicos e gastos excessivos com a Copa do Mundo. O movimento evoluiu e ganhou dimensão nacional, a ponto de levar mais de um milhão de pessoas às ruas.

Além de estrear em 13 cidades brasileiras, o documentário também foi disponibilizado no catálogo do iTunes de 90 países. A estreia ocorre a uma semana do início da Copa, que virou alvo de ataques dos manifestantes.

“Trata-se de um filme sobre um momento histórico, lançado às vésperas de outro momento histórico”, diz Wainer. “É uma grande oportunidade para refletirmos sobre o que aconteceu”.

Segundo Igor Kupstas, diretor da distribuidora O2 Play, nos Estados Unidos já é praxe lançar alguns filmes simultaneamente em cinemas e pelo iTunes, mas esta é a primeira vez que isso ocorre com um filme brasileiro. “’Junho’ é um filme que merece ser visto na tela grande, as imagens do “TV Folha” merecem esse destaque, mas ao mesmo tempo é um documentário que pode atingir um outro púbico potencial pela internet", diz Kupstas.

De olho na audiência estrangeira, no iTunes, “Junho – O Mês que Abalou o Brasil” terá legendas em inglês, espanhol, francês e alemão. “O filme reforça o desejo da Folha de levar a todo tipo de público conteúdo de qualidade, com a marca do jornal e o talento de seus profissionais, não importa a plataforma ou o formato”, diz Sérgio Dávila, editor-executivo do jornal.

O filme traz o relato da repórter da Folha Giuliana Vallone, ferida no olho direito por uma bala de borracha. Além das imagens das ruas, "Junho” traz depoimentos de manifestantes, jornalistas e intelectuais, como Janio de Freitas, Clóvis Rossi, Bruno Torturra, Marcos Nobre, Demétrio Magnoli e Juca Kfouri e representantes da polícia, entre outros.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave