Brasil comemora crescimento do mercado de café

País celebra a popularidade de um dos produtos mais apreciados pelos brasileiros; consumo interno alcançou 20 milhões de sacas no ano passado

iG Minas Gerais | Da redação |

O café tem grande importância na economia, na expansão industrial e na sustentação da balança comercial há mais de 200 anos
Espaçodosol/Divulgação
O café tem grande importância na economia, na expansão industrial e na sustentação da balança comercial há mais de 200 anos

Uma bebida popular, que faz do mercado brasileiro de café um dos que mais crescem no mundo. Quando o assunto é produção e exportação, o Brasil fica em primeiro lugar. Já o consumo está em segundo, após os Estados Unidos.

O consumo interno de café no Brasil, em 2013, totalizou 20,08 milhões de sacas. O consumo per capita resultou em 4,87 kg de café torrado. Com a popularidade do café sempre em alta, esse marco representa o começo da colheita na maioria das regiões produtoras do grão e é celebrado por produtores, cooperativas, exportadores, cafeterias e diversos personagens que participam desta representativa demanda industrial e cultural.

O diretor do Departamento do Café, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Jânio Zeferino, comemora o crescimento desse mercado. “Os brasileiros têm muitos motivos para celebrar. Trata-se de um produto de grande importância na economia, na expansão industrial e na sustentação da balança comercial há mais de 200 anos. O café também representa o espírito conciliador e familiar dos brasileiros, já que é tomando um bom café que as pessoas se reúnem diariamente para conversar, trocar ideias e reforçar os laços afetivos”.

Além da representatividade na economia e na cultura do país, o café também possui importantes elementos que auxiliam na saúde. Estudos realizados pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em parceria com o Consórcio Pesquisa Café, apontam que é uma bebida nutracêutica (nutricional e farmacêutica), rica em diversos compostos importantes para o organismo como minerais e vitamina B. Os ácidos clorogênicos e quinídeos, também presentes no café, ajudam a prevenir doenças físicas e mentais e neurodegenerativas, como câncer de cólon, reto, mama e fígado, além de diabetes, Parkinson, Alzheimer e depressão

Leia tudo sobre: cafémercadosacascrescimento