Fifa considera venda de ingressos positiva e 'tranquila'

Apesar de toda a confusão e frustração de muita gente, a Fifa garante que não houve nada que possa ser considerado como anormal no processo de venda das entradas

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Para a assessoria de imprensa, a venda do ingressos remanescentes foi "muito positiva" e "bem tranquila". "Muita gente saiu satisfeita", insistiu um delegado da entidade.

Em 2010, o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, havia admitido que o esquema de venda de entradas na África do Sul tinha de ser modificado depois de sérios problemas, longas filas e, ao mesmo tempo, estádios com lugares vazios. A Fifa acabou sendo obrigada a distribuir ingressos para crianças carentes para preencher vácuos nos estádios. A promessa era de que as vendas no Brasil compensariam os problemas na África do Sul.

O assunto obrigou a entidade a iniciar, a partir de 2011, uma reforma profunda para avaliar de que forma a venda poderia ocorrer no Brasil para impedir novos problemas. Na avaliação da entidade, essa reforma foi "bem-sucedida". A prova é de que, para os 3 milhões de ingressos colocados à venda, a Fifa registrou uma procura recorde de mais de 11 milhões de pedidos. Nesta quarta, a corrida continuava da mesma forma que a Fifa havia identificado desde o primeiro dia de vendas.

Segundo a entidade, em apenas poucos minutos depois da abertura da venda, oito mil ingressos foram vendidos pela Internet. Na primeira hora, 26 mil entradas já haviam sido adquiridas. Até 6 horas da manhã, um total de 160 mil ingressos já tinham acabado. Ao final do dia, um total de 198 mil ingressos haviam sido comprados. O que restava da final e abertura foi vendido em apenas dez minutos. Os ingressos para a semifinal também acabaram em apenas alguns minutos.

Perto das 6 horas da tarde, filas ainda existiam em São Paulo e Cuiabá, com cerca de 70 pessoas em cada, segundo a Fifa. Nos demais centros, a fila não passava de 40 pessoas. Mas a entidade considerava que o andamento das filas era "fluido".

Vendas continuam

Segundo a Fifa, as vendas vão continuar. Mas isso vai depender de quantos ingressos são devolvidos pelos compradores originais e que têm o direito de entregá-los de volta para a entidade. Nesse caso, esses ingressos voltam a ser colocados à venda.

Ainda existem ingressos disponíveis para 28 jogos da primeira fase, entre eles, Costa Rica x Inglaterra (Belo Horizonte), Alemanha x Gana (Fortaleza) e Costa do Marfim (Recife).Para as oitavas, existem entradas para Fortaleza, Recife, Brasília e Porto Alegre.

Na avaliação da entidade, outra prova do "sucesso" das vendas é o valor que os preços no mercado paralelo estão atingindo. O ágio chega a ser de 1000% para alguns ingressos e a Fifa insiste que vai confiscá-los todas as vezes que descobrir a irregularidade.

Além da devolução dos ingressos, após cerca de 10 meses de vendas, a Fifa observou que há uma demanda muito pequena por assentos dedicados a pessoas com mobilidade reduzida. Portanto, a entidade vai destinar a maior deles para todos os torcedores.

Os locais adicionais de coleta de ingressos nos aeroportos e as instalações adicionais no Rio de Janeiro e em São Paulo funcionam apenas como pontos de coleta dos tíquetes já comprados pela internet. Não é possível comprar ingressos para os jogos nesses locais.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave