Seleção do Irã treina no CT do Corinthians adaptado ao Islã

Irã treinou nesta quarta-feira pela primeira vez no centro de treinamentos do Corinthians, na zona leste da capital paulista

iG Minas Gerais | FOLHA PRESS |

Os jogadores comandados pelo técnico português Carlos Queiroz entraram no gramado do CT por volta das 16h40 na tarde desta quarta-feira.

O CT passou por algumas adaptações para receber os visitantes orientais. Em uma das áreas de convivência, uma chopeira precisou ser coberta, a pedido de membros da delegação. O consumo de bebidas alcoólicas é considerado ilícito pelas leis iranianas.

A capela cristã existente dentro do CT, que conta com uma cruz sobre o altar, contudo, não foi tocada. Bem como as imagens de santos católicos que adornam o vestiário principal, que será utilizado pelos inquilinos.

Para permitir as preces diárias dos jogadores, a sala de visitantes do CT foi convertida em um salão de orações islâmico, com a colocação de um tapete persa no local.

Proteção

O esquema de segurança para proteger a delegação foi grande. Na entrada principal, uma viatura da Polícia Militar (PM) e uma base móvel, com efetivo total de seis soldados, faziam a proteção. No portão destinado à entrada da imprensa, outros três soldados. E, no portão para jornalistas, três soldados do Exército, portando fuzis, fizeram a guarda.

Outros quatro PMs armados circularam pelo lado interno do CT. Dez agentes da Polícia Federal (PF), alguns também armados, permaneceram no local.

Edu Gaspar, gerente de futebol no Corinthians, esteve no CT nesta quarta. O dirigente vai auxiliar o técnico Carlos Queiroz durante o Mundial, mediante autorização do clube. O fisioterapeuta Bruno Mazziotti, também emprestado ao Irã, trabalhou em separado com o meia Hashem Beikzadeh, que se recupera de lesão na panturrilha direita.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave