TCU ainda não decidiu sobre propinas na Petrobras

O relatório da estatal, que não apontou irregularidades, está em análise pela equipe técnica do TCU, que também vem promovendo diligências

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O Tribunal de Contas da União (TCU) terá de decidir se fará ou não uma investigação própria sobre as denúncias de pagamento de propinas a funcionários da Petrobras pela SBM Offshore ou se aceitará as conclusões da auditoria interna feita pela própria estatal, que constatou não terem ocorrido irregularidades nesse caso. Foi o que afirmou nesta quarta-feira (4), o ministro José Jorge, que relata processos com outras denúncias em torno da estatal brasileira.

O comentário foi feito durante votação de um pedido de informações elaborado pela Comissão Externa da Câmara dos Deputados que também investiga o caso. "É aquele processo sobre a história de propina a funcionários da Petrobras", explicou o ministro aos colegas.

O relatório da estatal, que não apontou irregularidades, está em análise pela equipe técnica do TCU, que também vem promovendo diligências. "Agora temos de decidir se fazemos investigação própria ou aceitamos o relatório da Petrobras", comentou Jorge. Essa decisão, porém, não foi tomada hoje.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave