Prefeitura de Uberaba investiga fraudes em plantões da saúde

Irregularidades estão relacionadas ao lançamento e pagamento dos plantões; 18 servidores estão respondendo processo administrativo

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

A prefeitura de Uberaba, no Triângulo Mineiro, investiga fraudes na área da saúde do município. Um processo administrativo contra 18 funcionários, entre médicos, enfermeiras, além de servidores do setor administrativo, foi aberto, após conclusão de relatório - feito em 60 dias - que encontrou desvios.

A Comissão Especial do município, responsável pelo trabalho, encontrou irregularidades no lançamento e pagamento de plantões em valores acima do teto permitido; na autorização de plantões em lugares não previstos pela legislação; no  pagamento de plantões não realizados e plantões lançados em nome de terceiros.

O resultado da investigação foi protocolada junto ao Ministério Público do Estado de Minas Gerais no início dessa semana. Segundo a comissão, alguns depoentes confessaram as práticas ilegais.

Foram colhidos pela comissão 38 depoimentos e analisados mais de 2.000 documentos. O relatório, com dez volumes e aproximadamente 3.000 páginas, foi entregue ao promotor de Defesa do Patrimônio Público, João Vicente Davina, que informou, por meio da assessoria de imprensa, que o inquérito já foi instaurado.

A comissão destacou também a necessidade de uma auditoria, visto que ainda outras irregularidades foram encontradas durante a investigação, mas não eram da atribuição da sindicância.

Segundo a assessoria da prefeitura, as investigações partiram do executivo, após denúncias. A Controladoria Geral do Município foi acionada e criou a comissão.