Polícia prende sete suspeitos de assaltos em BH e Juiz de Fora

Operação Sem Fronteiras começou com o inquérito de um roubo à mão armada realizado em abril, no bairro Piratininga

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Arma do policial civil, apreendida com um dos suspeitos
Divulgação / Polícia Civil
Arma do policial civil, apreendida com um dos suspeitos

A Polícia Civil apresentou nesta quarta-feira (4) sete homens que foram presos, suspeitos de integrarem uma quadrilha que praticava roubos à mão armada em Belo Horizonte e nos municípios de Juiz de Fora e Raul Soares, na Zona da Mata mineira.

Esse foi o saldo da Operação Sem Fronteiras, deflagrada pela equipe da 1ª Delegacia de Venda Nova, no final de maio deste ano. Os presos são Pablo Henrique Ferreira Catulino, Carlos Aminadabie Ferreira Wendling, Thesley Henrique Santos, Pablo Antônio Santos, Ítalo de Souza Gonçalves, Rubens Fernando de Oliveira Silva e Reinaldo Antônio Fialho.

De acordo com a delegada Roberta Sodré, responsável pelas investigações, o ponto de partida da operação foi um inquérito instaurado para apurar um assalto no bairro Piratininga, região de Venda Nova, no dia 11 de abril.

O roubo teve a participação de cinco homens armados, sendo marcado pela forma violenta de agir do grupo. A casa pertencia a um policial civil, e os assaltantes levaram, entre outros objetos, uma pistola calibre 40, pertencente à Polícia Civil. Eles fugiram em um Fox prata.

Prisões

As investigações apontaram Pablo Antônio como sendo o autor intelectual do assalto, sendo substituído na ação criminosa, no último momento, pelo comparsa Rubens Fernando de Oliveira Silva (conhecido como Bim). Os levantamentos revelaram que os suspeitos Carlos e Pablo Henrique foram presos 15 dias após o assalto com a arma usada no dia em que invadiram a casa do policial. Já a prisão de Pablo Antônio e Ítalo, ocorrida em Juiz de Fora, no dia 20 de abril, mostrou que parte da quadrilha se deslocou para a região, o que levou a equipe de investigação até a cidade, para interrogar a dupla. Eles assumiram a autoria de cinco assaltos praticados em Juiz de Fora e informaram, ainda, que Rubens que estaria foragido na cidade de Raul Soares, portando a arma roubada do policial. A pedido da Polícia Civil, a Justiça expediu mandados, de prisão temporária e de busca e apreensão, contra os suspeitos, o que permitiu a prisão dos demais investigados. A prisão de Rubens ocorreu em Raul Soares. Com ele, eles encontraram o revólver roubado da casa do policial civil.

Rubens estava na companhia de Reinaldo Antônio Fialho (o Alemão), que também foi preso. O último a ser preso foi Thesley, localizado em sua casa, em Ribeirão das Neves, nesta segunda-feira (2). Os suspeitos Rubens e Reinaldo estão presos na cadeia pública de Raul Soares. Já Pablo Antônio e Ítalo estão no Presídio de Juiz de Fora. O suspeito Pablo Henrique está na Dutra Ladeira, em Ribeirão das Neves, e Carlos seguiu para o Presídio de São Joaquim de Bicas II. Último a ser preso, Thesley está no Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) da Gameleira.

A equipe de investigações da Polícia Civil percorreu mais de mil quilômetros para realizar a operação.

Com Polícia Civil

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave