Amistoso não é 'data limite' por Ribéry, diz Deschamps

Possível ausência do jogador no amistoso com a Jamaica não indicará corte do atleta da Copa do Mundo

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

O técnico Didier Deschamps descartou que o amistoso diante da Jamaica, no domingo, seja uma "data limite" para definir se contará com Franck Ribéry na Copa do Mundo. Em entrevista coletiva realizada nesta quarta-feira, o treinador admitiu que o "objetivo" é contar com o atacante para a partida, mas garantiu que uma possível ausência não definirá o corte de sua estrela da viagem ao Brasil.

"Vou repetir para vocês o que disso no domingo. O objetivo segue sendo que ele esteja disponível no domingo. Não é uma data limite, é um objetivo", declarou. "Ele (Ribéry) esteve com seus parentes (durante os dias de descanso) e trabalhou com um membro da equipe técnica que ficou com ele para seguir o procedimento previsto."

Ribéry se tornou problema para a seleção da França por conta de fortes dores nas costas que vem sentindo desde o fim da temporada europeia. O jogador realizou exames e vem passando por tratamento com a comissão técnica da seleção francesa, mas foi desfalque nos dois amistosos preparatórios até o momento: contra Noruega e Paraguai.

Depois da folga de terça-feira, Ribéry voltou a treinar separado nesta quarta-feira. Apesar de garantir que não trata-se de uma data limite para definir a convocação do jogador para a Copa do Mundo, Deschamps desconversou sobre a possibilidade de trazer o atacante ao Brasil se ele não enfrentar a Jamaica.

"Não gosto de falar sobre essas possibilidades, voltem a me perguntar quando chegar o momento. Tudo é possível e tudo está aberto a interpretações", disse o treinador. "Hoje, não tenho razões para dizer que não contarei com ele. Não há segurança de 100%, mas não estamos nesta situação figurada."

Com ou sem Ribéry, a seleção francesa estreia no Grupo E da Copa do Mundo no dia 15 de junho, diante de Honduras, no Beira-Rio. Na segunda rodada, os comandados de Deschamps terão pela frente a Suíça, dia 20, na Arena Fonte Nova. Cinco dias depois, o adversário será o Equador, no Maracanã.

Leia tudo sobre: riberyfrançaCopa do Mundo