Torcedor de Sete Lagoas poderá acompanhar treino do Uruguai

Cidade mineira fará programação especial para receber Celeste Olímpica, e treinamentos serão abertos ao público local

iG Minas Gerais | ANTÔNIO ANDERSON |

O torcedor de Sete Lagoas, cidade localizada na região Central de Minas Gerais, terá na próxima terça-feira, dia 10, a oportunidade de ver de perto um treino da seleção Uruguai, que adotou a cidade como sua casa na primeira fase da Copa do Mundo. Por determinação da Fifa, 8.000 ingressos serão disponibilizados para acompanhar a atividade da Celeste Olímpica, na Arena do Jacaré, sendo aproximadamente 5.000 destinados para moradores da cidade e o restante para a entidade que rege o futebol mundial e os uruguaios.

“Ainda temos uma reunião com os representantes da Fifa e do Uruguai para definir essa distribuição dos ingressos. Na segunda-feira deve ter início o processo e vamos dar preferência para escolas da cidade e iremos distribuir ingressos também no Centro de Atenção do Turista com troca pela ordem de chegada”, afirmou o secretário de esportes de Sete Lagoas, César Maciel.A delegação do Uruguai deve chegar na noite de segunda-feira em Sete Lagoas.

No mesmo dia está prevista uma cerimônia de boas-vindas para os uruguaios no JN Resort, local em que eles ficaram hospedados. César Maciel informou que essa programação vai contar com a presença do cônsul do Uruguai em Minas Gerais, Jorge Pouy, e o embaixador do Uruguai, Carlos Daniel Amorin-Tenani. “Vamos prestar nossa homenagem aos uruguaios com um grupo musical de nossa cidade, que vai cantar o hino dos dois países, e a presença da nossa rainha e princesa do carnaval”, afirmou o secretário de esportes.

A delegação do Uruguai vai ficar em Sete Lagoas até o dia 22 de junho. Com exceção do dia 10, os outros treinos da Celeste Olímpica na Arena do Jacaré serão realizados sem a presença do público. “Durante todo o perído em que eles estiverem aqui vamos ter uma programação diária com mostras da cultura do Uruguai. Teremos temas temas como cinema, literatura, documentários e gastronomia”, declarou César Maciel.