Mantega alerta que alta do IPI para veículos pode não vir em julho

Um novo aumento do imposto está previsto o mês de julho; o ministro, no entanto, disse que o governo não sabe ainda se vai adotá-lo nesse mês

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Agência Brasil
undefined

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou, nesta quarta-feira, 4, que o setor automotivo "tem de andar com as próprias pernas". Pela primeira vez o ministro sinaliza que o governo poderá não tomar nenhuma medida em estudo para estimular o crédito. "Não há nada definido em relação a automóveis. Não sei se haverá medidas (para crédito). O mercado deu um melhorada em maio e esperamos que ele continue melhorando", afirmou. Mantega completou dizendo que acompanhará o setor para então tomar qualquer decisão a respeito.

Outro ponto abordado pelo ministro diz respeito ao IPI incidente na compra de automóveis. Um novo aumento do imposto está previsto o mês de julho. Mantega, no entanto, disse que o governo não sabe ainda se vai adotá-lo nesse mês. "Em janeiro nós aumentamos o IPI. Vamos avaliar a situação para ver se podemos prosseguir com a elevação do IPI a partir de julho", disse.

Leia tudo sobre: VeículosIPIGuido MantegaMinistroaumentojulhocarros