Exportações de MG crescem apenas 0,6% em 2013

Fatia do Estado no mercado brasileiro continua em 13,8%

iG Minas Gerais |

Minério de ferro continua sendo destaque da pauta de exportação
Vale/Divulgação
Minério de ferro continua sendo destaque da pauta de exportação

As exportações de Minas atingiram US$ 33,44 bilhões em 2013, o que representa crescimento de 0,6% em comparação com o ano anterior. Já a participação do Estado no total de exportações brasileiras foi de 13,8% – mesmo índice registrado em 2012.

Os dados são do estudo “Panorama do Comércio Exterior de Minas”, elaborado pela Exportaminas, que mostra que, apesar da estabilidade, o Estado alcançou um superávit de US$ 21,09 bilhões – o maior no país. Os produtos básicos continuam a ser maioria entre os exportados, com participação de 64,9% do total e destaque para minério de ferro, café e soja. Os semimanufaturados, liderados por ferro-ligas, foram responsáveis por 18,3% das vendas, e os manufaturados, por 16,6%, impulsionados por tubos de ferro fundido, ferro ou aço. Esses produtos, assim como ouro, melancia e fibras óticas, por exemplo, integram o grupo de 2.907 itens exportados no ano passado por 290 municípios mineiros para um total de 180 países. O principal deles é a China, que totalizou US$ 11,67 bilhões em compras, valor que equivale a 34,9% das exportações do Estado, seguido de Holanda (6,7%) e EUA (6,3%).

Jequitinhonha e Mucuri se destacam As exportações das regiões dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri aumentaram 14% e atingiram US$ 122 milhões em 2013 – o maior crescimento do Estado. “Foi uma boa surpresa. É preciso mostrar ao empresário acostumado a vender para o mercado doméstico que ele pode ultrapassar essas barreiras”, diz Fernanda Cimini, coordenadora da Exportaminas. Carne bovina, pedras preciosas e semipreciosas, café e artigos de joalheria são alguns dos principais produtos exportados.

Produtos Destaques. Nova Lima é a maior exportadora, com US$ 3,83 bilhões, e exportou produtos como minério e computadores. Em seguida, aparecem Ouro Preto, Itabira e São Gonçalo do Rio Abaixo.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave