Conflito em Donetsk pode fazer Shakhtar mudar de sede

Clube que tem 11 brasileiros deve 'se livrar' de conflitos entre separatista pró-Rússia e ucranianos

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Torcida atleticana vai poder matar a saudade de um seus ídolos: Bernard
Divulgação
Torcida atleticana vai poder matar a saudade de um seus ídolos: Bernard

Vencedor das últimas cinco edições do Campeonato Ucraniano, o Shakhtar pode sair de Donetsk na próxima temporada. Por conta dos possíveis conflitos entre civis, já que separatistas pró-Rússia declararam a Republica Popular da cidade, o clube, que possui 11 brasileiros, pode trocar de cidade para continuar disputando a competição.

Em entrevista ao site Vesti nesta terça-feira, o CEO do Shakhtar Sergei Palkin, admitiu a possibilidade. "Se a situação não melhorar em Donetsk, vamos treinar e jogar em outra cidade. Esperamos que antes do início da temporada a situação mude para melhor", disse o mandatário.

Apesar da possibilidade, Palkin negou que o clube tenha o interesse de abdicar da competição nacional no ano que vem, mesmo levando em consideração que espera melhora na tensa situação entre civis na Ucrânia.

Com nove títulos ucranianos, o Shakhtar é famoso por contratar diversos jogadores brasileiros: são 11, além do croata naturalizado Eduardo da Silva. O jogador que chama mais atenção é Bernard, que além de ter sido convocado por Luiz Felipe Scolari para disputar a Copa do Mundo pelo Brasil foi a contratação mais cara da história do clube, custando R$ 77 milhões à equipe do leste europeu, proveniente do Atlético-MG.

Leia tudo sobre: shaktarshakhtar donetskbernardcidadeucrâniatemporadaseparatistas