Wallace e Isac estão de volta ao time de Bernardinho

Oposto e central do Sada Cruzeiro já treinam visando próximos compromissos contra o Irã

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Wallace pode ganhar chance caso Vissotto não reúna condições
ALEXANDRE ARRUDA - CBV
Wallace pode ganhar chance caso Vissotto não reúna condições

A seleção brasileira masculina de vôlei deve contar com importantes reforços para os jogos contra o Irã, marcados para sexta e sábado, em São Paulo, pela Liga Mundial. Quatro jogadores do Sada Cruzeiro - o levantador William, o oposto Wallace e os centrais Éder e Isac - também estão na lista da competição. No entanto, somente Wallace e Isac devem atuar contra o time asiático no ginásio do Ibirapuera.

Após a competição, eles descansaram e retomaram os primeiros treinos no CT de Saquarema-RJ. Agora, eles já se encontram em São Paulo para fazer parte do elenco que se prepara para a terceira rodada da competição. Até aqui, o Brasil soma apenas uma vitória em quatro jogos disputados.

"Tive de duas semanas de folga e depois já fui para Saquarema para trabalhar ainda de forma gradual. Claro que foi um início de um trabalho, uma base na volta aos treinos. Comecei a saltar no final da semana e estou me sentindo muito bem nessa volta aos treinos", destaca Wallace.

Depois de ficar longe da quadras por vários dias, ele ainda sente um pouco a falta de ritmo. No entanto, a tendência é de evolução, principalmente quando começar as atividades sob o comando de Bernardinho.

"Os treinos na seleção são muito fortes, mas acho que até o final desta semana vou estar melhor. Treinar com o grupo é muito importante. Esse ritmo melhora bastante e, sem dúvida, treinar com os levantadores e melhorar o entrosamento com eles é fundamental", mostra.

Para ele, é importante o Brasil ter uma postura diferente da apresentada até aqui, mesmo com o foco maior sendo outra competição.

"É preciso ter um pouco de calma neste momento. Esse ano, estamos visando principalmente o Campeonato Mundial, mas, de qualquer maneira, vamos tentar diminuir a quantidade de erros para buscar a classificação para a fase final da Liga Mundial", pondera.