Wallace revela encontro com agentes, mas desconhece propostas de fora

Zagueiro celeste, campeão do Torneio de Toulon com a seleção brasileira sub-21, é cobiçado por Monaco, Valencia e Liverpool

iG Minas Gerais | GUILHERME GUIMARÃES |

ESPORTES : AEROPORTO DE CONFINS - MG . Trio do cruzeiro Campeao com a Selecao Brasileira Sub-21 do Torneio de Toulon. Na foto Walace , Alisson 
FOTO: JOAO GODINHO/ O TEMPO -02.06.2014
JOAO GODINHO/ O TEMPO
ESPORTES : AEROPORTO DE CONFINS - MG . Trio do cruzeiro Campeao com a Selecao Brasileira Sub-21 do Torneio de Toulon. Na foto Walace , Alisson FOTO: JOAO GODINHO/ O TEMPO -02.06.2014

Jovem, boa estatura, técnica diferenciada para um zagueiro. Jogador que chama a atenção do mercado internacional pelo seu histórico recheado de conquistas importantes. Seja no Cruzeiro ou nas divisões de base da seleção brasileira.

Campeão Brasileiro com a Raposa e bicampeão do Torneio de Toulon com o Brasil (2013 e 2014), Wallace se apresenta como uma joia para os investidores e empresários do mercado europeu. Não é à toa que três grandes clubes da Europa mostram interesse no atleta: Monaco (FRA), Valencia (ESP) e Liverpool (ING).

Apesar dos rumores de que o Cruzeiro teria vendido parte dos direitos econômicos de Wallace para um grupo português, o Gestifute, que tem no comando o empresário português Jorge Mendes, responsável pela carreira de Cristiano Ronaldo, o próprio jogador diz desconhecer o fato.

“Até agora, não sei. Quando estamos viajando, ficamos sabendo de pouca coisa. Muita coisa é dita pela imprensa, lemos na internet. Nós como jogadores ficamos sabendo pouco. Não tive contato com ninguém, mas, chegando de folga, devem me passar algo”, afirmou o zagueiro, que retornou da França na última segunda-feira, onde estava com a seleção.

Apesar de desconversar sobre o fato, Wallace admite encontros profissionais com o ex-jogador Deco, ligado ao grupo de Jorge Mendes e uma das pontes do futebol brasileiro para o exterior. 

Segundo o jovem zagueiro, bate-papos sobre oportunidades no mercado da bola sempre estão em pauta com empresários. No entanto, em relação à transferência ou venda de seus direitos, novamente, o beque voltou a afirmar desconhecimento.

“Conversas sempre acontecem com os grandes profissionais, em busca de expandir o nosso futebol no mercado. Sobre questões financeiras, até agora, não sei de nada. Se tiver, vamos conversar direitinho sobre isso”.

Leia tudo sobre: wallacezagueirocruzeiroraposapropostasexterior