Vai faltar mão de obra depois da Copa

Ainda faltarão 45% para terminar e muitos dos operários, das mais diversas partes do país, vão curtir os jogos em casa e garantem que não voltarão

iG Minas Gerais |

Cerca de 55% das obras do aeroporto de Confins serão entregues até o próximo dia 6 pela Marquise/Normatel. O percentual inclui as etapas que foram acordadas com a Infraero para ficarem prontas antes da Copa do Mundo.

Depois, as intervenções serão suspensas e só serão retomadas após o Mundial, ainda sem data definida. Quando isso acontecer, a construtora terá problemas de mão de obra. Ainda faltarão 45% para terminar e muitos dos operários, das mais diversas partes do país, vão curtir os jogos em casa e garantem que não voltarão.

“Eu trabalho aqui há nove meses, a empresa é boa, mas não quero voltar para cá por saudade da família”, afirma Carlos de Souza. Ele e cerca de 20 colegas do Maranhão já estão com passagem comprada.

O baiano João Carlos Santos, de Itabuna, também vai de vez para casa, após dois anos e meio na obra. Segundo informações dos trabalhadores, a empresa deve fazer o acerto no dia 13 de junho.

O consórcio diz que não tem pedidos de desligamentos, mas compreende a rotatividade de mão de obra, sobretudo num contexto de longa paralisação. A construtora afirma que as obras poderão ser retomadas logo após a Copa, caso a Infraero ajuste o planejamento financeiro e libere as frentes de trabalho execução. 

Mais caro

Aditivo. A obra do Terminal 1 de Confins tinha que ter ficado pronta em dezembro de 2013, por R$ 223,9 milhões. Mas, até o momento, já teve um acréscimo de R$ 17,3 milhões.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave