Nanicos crescem mais que PSB

iG Minas Gerais | Larissa Arantes |

Os pré-candidatos de partidos chamados de nanicos, como PSOL e PSTU, receberiam mais votos dos eleitores mineiros se a eleição fosse hoje do que nomes de partidos como o PSB. O resultado surpreendeu as siglas. “A união da esquerda (PSTU e PSOL) atinge 8% dos votos. Sinal de que os ventos de junho e a força das greves dos trabalhadores estão fazendo a diferença”, afirmou o PSTU em nota.  

Nessa segunda, o PSTU anunciou que Vanessa Portugal irá concorrer a deputada estadual e Victória Mello será vice na chapa encabeçada por Fidélis Alcântara (PSOL).

Também nessa segunda, Fidélis disse que sua candidatura tem espaço para crescer, tendo em vista o total de indecisos. “Fiquei surpreso e feliz. Sou o menos conhecido, mas me dá ânimo”, avaliou.

Já os dois nomes do PSB citados na pesquisa, apesar de não ultrapassarem 2%, apostam em um crescimento. “Existe um caminho para a gente seguir”, disse o presidente da legenda em Minas, Júlio Delgado. O ambientalista Apolo Heringer faz a mesma aposta. “Meu nome tem potencial para crescer”.

Justiça

Decisão. O TRE-MG determinou que seja retirado de circulação propaganda institucional do governo de Minas na TV e rádio sob a alegação de que configuram propaganda eleitoral antecipada.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave