Casal é preso suspeito de matar zelador

Corpo foi encontrado esquartejado dentro de uma mala

iG Minas Gerais |

Jezi Lopes de Sousa, 63, foi visto pela última vez na sexta-feira
REPRODUÇÃO G1
Jezi Lopes de Sousa, 63, foi visto pela última vez na sexta-feira

São Paulo. Um publicitário de 47 anos e a mulher dele, uma advogada de 42 anos, foram detidos nesta segunda sob suspeita de ter matado o zelador Jezi Lopes de Sousa, 63, visto pela última vez na sexta-feira (30) dentro de um prédio residencial na zona Norte de São Paulo.

Segundo a polícia, o publicitário teria matado o zelador, esquartejado o corpo e o colocado em uma mala. Depois, o suspeito fugiu com o cadáver para a Praia Grande, no litoral paulista, onde foi preso.

Na casa foram encontrados o corpo do zelador, além de alguns de seus pertences. A mulher do publicitário teria participação no crime. Segundo a polícia, o publicitário confessou o crime e disse que a motivação foram desavenças pessoais.

O zelador Jezi Lopes de Sousa foi visto pela última vez na sexta-feira dentro do prédio onde trabalhava. As imagens de segurança do condomínio mostram Sousa no elevador do edifício. De acordo com polícia, ele iria entregar cartas aos condôminos.

A família do zelador desconfiava do que o publicitário e sua mulher estavam envolvidos no desaparecimento. A vítima, que trabalhava no prédio havia cinco anos, teria se desentendido com o casal.

De acordo com o registro policial, a filha de Jezi, a supervisora Sheyla Viana de Souza, 27, relatou que um dos moradores tinha “problemas de relacionamento” com seu pai. Ela também informou que uma moradora lhe contou ter “ouvido gritos de discussão, pedindo para parar, e ao olhar pelo olho mágico do apartamento teria visto o morador (o publicitário) (...) fechando a porta”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave