Natação russa pode ser suspensa por seguidos dopings

Em coletiva, ministério dos esportes da Rússia também revelou que outras modalidades também sob risco de sofrer severa punição

iG Minas Gerais | Agência Estado |

Ministro dos esportes, Vitaly Mutko, afirmou que número de infrações já está no limite
Divulgação Site Fifa
Ministro dos esportes, Vitaly Mutko, afirmou que número de infrações já está no limite

Palco do próximo Mundial de Desportos Aquáticos, que será realizado no ano que vem, em Kazan, a Rússia corre o risco até de ser proibida de competir. Quem avisa é o próprio ministro dos esportes russo, Vitaly Mutko, preocupado com o alto número de casos de doping descobertos pelas autoridades em atletas da natação. "O número de infrações à legislação antidoping está no limite. Mais uma ou duas violações e a federação russa de natação poderá ser suspensa como um todo", alertou Mutko nesta segunda-feira, em entrevista coletiva. De acordo com o ministro dos esportes, "muitas outras modalidades" do esporte russo estão em risco, mas ele não as nomeou. Só no ano passado foram cinco nadadores de alto rendimento punidos por doping. Em maio, a recordista mundial dos 50m costas Yuliya Yefimova foi banida por 16 meses depois de testar positivo para um esteroide proibido. Na semana passada foi a vez da nadadora Olga Klyuchnikova ter seu doping confirmado. Nos últimos três anos foram 13 casos de doping reportados da natação russa para a Fina (Federação Internacional de Natação). Um dos atletas que estão suspensos é Vitaly Melnikov, recordista mundial do revezamento 4x50m livre e que morava e treinava no Brasil, com o coach Arilson Silva.

Leia tudo sobre: Vitaly Myutkonataçãorussadopingpunição