Funcionários trabalham para manter Granja Comary impecável

Enquanto grande parte da seleção está em Goiânia para o amistoso com o Panamá, trabalho de manutenção permanece

iG Minas Gerais | JOSIAS PEREIRA |

Teresópolis - RJ. Enquanto a maioria dos jogadores da seleção brasileira está em Goiânia para o amistoso com o Panamá, nesta terça-feira, os funcionários da Granja Comary, casa do escrete canarinho, em Teresópolis, no Rio de Janeiro, trabalham para manter o local em condições impecáveis para os treinamentos dos comandados de Felipão.

Bem diferente da verdadeira operação de guerra montada nos últimos dias, a tranquilidade do CT foi apenas interrompida pelo barulho da máquina que alinhava o gramado do campo principal da Granja Comary.  Assim como foi na noite deste domingo, quando a seleção deixou Teresópolis, a chuva voltou a dar o ar da graça.

Mesmo coma presença dos meias Paulinho e Fernandinho, além do zagueiro Thiago Silva, a presença das forças de segurança no local é praticamente inexistente. Um alívio para os moradores do condomínio próximo à Granja que vêm reclamando dos transtornos decorrentes da presença da seleção.

Até o fim da Copa do Mundo, a seleção brasileira poderá retornar a Teresópolis em 17 oportunidades. O técnico Luiz Felipe Scolari escolheu o local como o ponto de refúgio de sua equipe, principalmente pelo fato do isolamento.

Após o amistoso com o Panamá, a seleção brasileira volta a Teresópolis já na quarta-feira. Está prevista uma atividade no período da tarde. Na quinta-feira, a equipe treinará de manhã e à tarde seguirá para São Paulo onde enfrenta a Sérvia, na sexta-feira, no Morumbi.  

Leia tudo sobre: Copa do Mundoteresópolisgranja comarybastidores