Israel rejeita negociações com os palestinos

País anunciou sua decisão nesta segunda-feira após Netanyahu ter se reunido com seu gabinete de segurança para discutir uma resposta à formação da nova liderança palestina

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Israel emitiu uma dura condenação ao novo governo de unidade palestino, descartando a possibilidade de negociações com seus integrantes e autorizando o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu a impor novas sanções aos palestinos.

Israel anunciou sua decisão nesta segunda-feira após Netanyahu ter se reunido com seu gabinete de segurança para discutir uma resposta à formação da nova liderança palestina.

O governo israelense ficou furioso com o fato de o presidente Mahmoud Abbas, também conhecido como Abu Mazen, ter formado uma administração conjunta apoiada pelo grupo militante Hamas, com o objetivo de encerrar uma disputa de sete anos entre os rivais palestinos. Israel considera o Hamas um grupo terrorista.

Segundo Netanyahu, "Abu Mazen disse hoje 'sim' ao terror e 'não' à paz". 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave