Natália acerta retorno ao Unilever

Atleta atuou pelo Vôlei Amil-SP na última temporada, mas saída do patrocinador forçou jogadoras do time a buscarem outra alternativa

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Natália foi um dos destaques da Unilever na última Superliga
Alexandre Arruda / CBV
Natália foi um dos destaques da Unilever na última Superliga

A ponta Natália, da seleção brasileira, já tem casa nova. Depois de seu futuro ficar em dúvida com a saída da Amil do time de Campinas, a jogadora foi contratada pelo Unilever-RJ, equipe que ela defendeu na penúltima temporada.

No último ano, a jogadora jogou pelo Vôlei Amil e ajudou o time do interior paulista a ficar em terceiro lugar na Superliga.

"Estou muito ansiosa para voltar e dar o meu melhor para este time que me recebeu tão bem da primeira vez e fez tantas coisas boas pra mim. Inclusive, foi onde tive apoio para me recuperar da cirurgia após a grave lesão na perna esquerda. Espero que seja uma temporada vitoriosa e sei que trabalho não vai faltar", destaca Natália, lembrando do difícil episódio na sua carreira, quando foi constatado um tumor benígno em sua canela.

Neste período, em 2011, ela defendia o Unilever e recebeu importante apoio de jogadoras, torcida e comissão técnica. Foi lá que ela jogou nas temporadas 2011/2012 e 2012/2013. Depois de ficar 15 meses longe das quadras, Natália recompensou a paciência do time carioca com o título da Superliga, antes de se despedir do time.

Um dos reencontros de Natália será com o técnico Bernardinho. A atleta revelou estar com saudades de trabalhar com o treinador, considerado um dos melhores do mundo em sua função.

"O Bernardo é uma pessoa que admiro demais. Vai ser maravilhoso trabalhar com ele mais uma vez. Estou com saudades até dos gritos", brinca. O Unilever acertou a permanência da levantadora Fofão e de importantes jogadoras, como a central Carol e a líbero Fabi. Quem se despede do time é a oposto canadense Sarah Pavan. 

Sem perder tempo

Com a ausência do patrocinador master, a equipe campineira pode estar com seus dias contados, vendo suas jogadoras não perderem tempo para acertarem com outros times.

As centrais Angélica e Walewska foram para Brasília, assim como a levantadora Priscila Heldes. A líbero Michele Daldegan voltou para o Sesi, enquanto a oposto Rosamaria atuará por Pinheiros. A também oposto Tandara acertou com o Praia Clube.

O técnico José Roberto Guimarães deve se dedicar, excluvivamente, à seleção brasileira feminina.